Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA RECEBE PREFEITOS DA REGIÃO DO MATO GRANDE

MATO GRANDE

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), recebeu, na manhã desta segunda-feira (6), uma comissão formada por nove prefeitos de municípios da região do Mato Grande. Os gestores municipais entregaram uma nota de repúdio ao projeto de construção de uma cadeia pública com capacidade para 603 detentos na cidade de Ceará-Mirim.

“É preciso uma discussão mais abrangente do tema e a Assembleia sugere a realização de audiências públicas para isso. Ao mesmo tempo, não podemos negar a necessidade de construção de um presídio no estado, principalmente diante da falência do sistema prisional, muito menos podemos devolver os recursos na ordem de R$ 15 milhões direcionados para o projeto”, destacou Ezequiel Ferreira.

Para o prefeito de Ceará-Mirim, Antônio Peixoto (PR), o governo precisa elaborar um estudo para definir melhor a localização da estrutura apresentada no projeto do governo. “Uma cadeia pública existe para atender a necessidade de uma comarca e deve comportar, no máximo, 60 presos. O que vemos nesse projeto é uma estrutura para 603 presos, ou seja, um cadeião”, disse o prefeito.

O prefeito de Extremoz, Klaus Rego (PMDB), defende o investimento em infraestrutura e desenvolvimento da região, que, segundo ele, seria impedido com a construção de uma penitenciária. “Precisamos de um centro de convenções, próximo ao aeroporto que está em funcionamento. Queremos o desenvolvimento do estado, principalmente da nossa região”, disse Klaus Rego.

O documento entregue ao deputado Ezequiel Ferreira é assinado também pelos prefeitos de Taipu, Ariosvaldo Junior; de Poço Branco, José Maurício Filho; de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado; de Ielmo Marinho, Bruno Patriota; de Touros, Ney Rocha Leite; e pelas prefeitas de Maxaranguape, Maria Ivoneide da Silva e São Miguel do Gostoso, Maria de Fátima Tertuliano Neri.

Publicidade:
Leila Cabeleleira II

PESQUISAS DO PT MOSTRA DERRETIMENTO DE BASE SOCIAL E CAUSA ‘PERPLEXIDADE’

Dilma-pesquisa-charge

Tremendo na base

Pesquisas internas do PT revelaram que a crise do segundo mandato de Dilma Rousseff provocou um “derretimento da base social” do governo, nas palavras de um cacique da sigla. Trabalhadores e famílias beneficiadas por políticas de inclusão de gestões petistas dizem não tolerar mais a corrupção e reclamam que as medidas recentes do Planalto não condizem com as bandeiras defendidas na campanha. “Perplexos”, dirigentes dizem que o novo cenário “dificulta a reação” do partido.

Sem palavras

A cúpula do PT tem feito reuniões periódicas em busca de um discurso para reconquistar os grupos tradicionalmente vinculados ao partido. Até agora, não conseguiram nenhuma fórmula mágica.

Prognóstico

Em conversa recente com aliados, o ex-presidente Lula avaliou que a crise de popularidade de Dilma é “recuperável”, mas destacou que o governo precisa de mais “atitude”.

Coluna Painel – Folha de S. Paulo

Publicidade:
Pedrinho II

CONTRA CORTE NO FIES, FACULDADE PARTICULAR DÁ ATÉ AULA DE GRAÇA

fies

Universidades particulares planejam cortar investimentos, oferecer crédito privado e criar até cursinhos para alunos do ensino médio. Tudo isso para reduzir o impacto das restrições do governo ao Fies (programa federal de financiamento a universitários).

As ações estão sendo tomadas por algumas das 30 instituições de ensino superior que mais receberam alunos com o financiamento entre 2010 e 2014, período de expansão do programa.A lista das universidades “campeãs do Fies” foi obtida pela Folha de São Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação.

Blog do Marcos Dantas

Publicidade:
Pedrinho II

JOÃO MAIA LARGOU NA FRENTE

IMG_2833

O ex-deputado federal João Maia, presidente estadual do PR, largou na frente no processo de fortalecimento do seu partido no Rio Grande do Norte.

Começou reunindo os Republicanos de Caicó, onde anunciou o empresário Toinho Santiago como novo presidente.

E neste sábado de Aleluia foi ao município de Messias Targino, reduto eleitoral de Shirley Targino, ex-prefeita. Por lá, assinou fichas de filiação, nas presenças da deputada federal Zenaide Maia (PR) e do prefeito Arthur Targino (PMDB).

Logo

Publicidade:

CÂMARA VÊ PIORA NA RELAÇÃO COM DILMA

157676

Pesquisa realizada na Câmara entre 24 e 26 de março deste ano mostra que 61% dos deputados federais avaliam como ruim ou péssima a relação entre Executivo e Legislativo. Os dados mostram um aumento de 11 pontos porcentuais nesse índice na comparação com fevereiro.

O levantamento, feito pela consultoria política Arko Advice, ouviu 102 deputados federais de 22 partidos, distribuídos conforme a representatividade de cada bancada.

Segundo o analista sênior da consultoria, Cristiano Noronha, quatro fatores influenciaram as respostas dos deputados na pesquisa de março: as manifestações ocorridas no dia 15 do mês passado, a queda maior na popularidade da presidente Dilma, o atraso na reforma ministerial e a dificuldade de reação do governo.

“Nesse período, a popularidade da presidente caiu mais ainda, conforme mostraram os institutos de pesquisa”, disse Noronha, um dos responsáveis pelo levantamento. “Além disso, tivemos manifestações onde milhões de pessoas foram às ruas. Ao mesmo tempo, o diálogo do governo com o Congresso não apresentou melhora.”

Entre uma e outra pesquisa, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entregou ao Supremo Tribunal Federal a lista de políticos suspeitos de envolvimento com o escândalo de corrupção na Petrobrás. Na lista constam 35 parlamentares.

Aprovação

A desaprovação à maneira de a presidente governar também aumentou entre os deputados: passou de 64% em fevereiro para 66% em março. Além disso, a nota média dada ao governo pelos deputados caiu de 3,8 para 3,6.

Na opinião de Noronha, uma das principais mensagens sobre a conjuntura política e econômica que o resultado da pesquisa de março aponta é que o quadro não deve ter melhora significativa nos próximos meses. Segundo ele, quando a maioria dos deputados diz que o relacionamento entre Executivo e Legislativo deve continuar ruim ou manter-se como está, isso significa que o Congresso não acredita que uma mudança ministerial alterará esse quadro. “Ou porque a reforma ministerial será limitada ou porque a representação partidária continuará mais ou menos a mesma que temos hoje”, disse o analista.

Economia

Ainda segundo a pesquisa feita em março, 50% dos entrevistados avaliam a política econômica do governo Dilma como ruim ou péssima. No levantamento de fevereiro, esse número era de 49%. A avaliação ruim da política econômica caiu de 29% para 25%, mas a péssima subiu de 20% para 25%.

Para Noronha, esse resultado não é bom para a perspectiva de aprovação das medidas provisórias do ajuste fiscal. “Embora a avaliação da política econômica tenha se mantido praticamente a mesma, o porcentual de péssimo aumentou de forma considerável”, pondera.

Sobre o que a presidente Dilma poderia ter feito ou ainda fazer diante do resultado da pesquisa na Câmara, o analista vê opções limitadas para recuperar apoio político. “A quebra de confiança entre PT e PMDB é muito difícil de reverter”, diz.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade:
Leila Cabeleleira II

ZENAIDE MAIA PARTICIPA DE ATO POLÍTICO EM MESSIAS TARGINO

Zenaide Maia discursa no evento (1)

Na manhã deste Sábado de Aleluia (04), a deputada federal Zenaide Maia (PR/RN), participou de um ato político de filiação do Partido da República no município de Messias Targino, na região do Médio Oeste.  O evento aconteceu na sala de sessão Raimundo Nonato Jales, na Câmara de Vereadores do município.

Na ocasião estiveram presentes além da deputada Zenaide Maia, o ex-deputado e presidente do PR, João Maia, a presidente do PR Mulher, Shirley Targino, o prefeito Arthur Targino (PMDB), o vice-prefeito Pôla Pinto, os vereadores, Anderson Silva e Juscelino Jales, além de correligionários do PR, PMDB, PDT e PP.

Durante sua fala, a deputada Zenaide Maia ressaltou a importância do trabalho dos vereadores, como representantes do povo, na política municipal na luta pelo bem estar da população. “Quando nossa casa, nosso vizinho, nosso amigo, nossa cidade estão passando por dificuldades é hora de nos unirmos e ajudar. Temos de pensar no todo e é nisso que o representante político deve fazer. Como deputada federal estou aqui para reafirmar o meu compromisso com esse município. A maior preocupação é não decepcionar aqueles que me colocaram na Câmara. Estou aqui para agradecer e dizer: parabéns Messias Targino pelos seus representantes e independente de partidos, cor ou raça, devemos darmos as mãos e lutar pelo município”, disse a deputada.

G7 Comunicação – Gustavo Farache 

Publicidade:

SITUAÇÃO DO HOSPITAL REGIONAL PREOCUPA POPULAÇÃO DE ASSÚ

REUNIÃO SESAP 30-03-15

A atual situação do Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos (HRNIS), em Assú, continua preocupando a população e a Prefeitura do município. Quem precisa de atendimento passa por diversas dificuldades na unidade e reclama principalmente da falta de médicos, medicamentos e da estrutura.

O Prefeito Ivan Júnior disse que a situação do HRNIS é delicada e requer atenção. “Há vários anos o hospital vem passando por dificuldades, logo no inicio do ano convidamos o governador Robinson Faria e o Secretário Ricardo Lagreca e eles estiveram em Assú, no dia 10 de janeiro, para ver de perto a situação do hospital que: além de está com a estrutura física seriamente deteriorada, sofre com déficit de profissionais, falta de insumos básicos e medicamentos”.

A secretária municipal de saúde Lucianny Guerra comentou que o hospital só ainda não fechou por que Assú e os municípios da 8ª Região de Saúde estão auxiliando. “Assú esta responsável por completar a escala de urgência e emergência, estamos fechando escala de médicos obstetras, contratamos também um cirurgião geral para cirurgias eletivas, o material disponibilizado para cirurgias eletivas e obstétricas (kit cirurgia) esta sendo bancado pelos municípios da 8ª região de saúde”. Salientou Lucianny.

“Além disso, não faltam somente médicos para completar a escala, também faltam enfermeiros e técnicos de enfermagem, sem falar, das faltas aos plantões. Na última sexta-feira (3), por exemplo, não havia nenhum enfermeiro no hospital. Essa deficiência no hospital regional acaba sobrecarregando o atendimento do Pronto Socorro Municipal”. Completou a secretária.

Diante deste quadro, o prefeito Ivan Júnior solicitou nova reunião com o secretário estadual de saúde Dr. Ricardo Lagreca. Reunião que aconteceu no último dia 30 de março. Na oportunidade mais uma vez o prefeito cobrou providencias da SESAP para resolver a situação caótica do hospital. Inclusive levou informações sobre um recurso que esta na Caixa Econômica desde 2008, para reformar algumas áreas do HRNIS.

“Sabemos que a condição da saúde no estado e no pais não é fácil, porém, acreditamos que a SESAP tomará providencias para amenizar esta situação, que tem trazido transtornos para a maioria das pessoas, que procuram atendimento no Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos”. Concluiu o prefeito.

SEACOM – PMA

Publicidade:

SEGUNDA EDIÇÃO DA REVISTA ABRAMIDIA@RN COMEÇOU A SER PRODUZIDA E ESTARÁ CIRCULANDO EM MAIO DE 2015

ATOR

O ator Michel Gomes ficou conhecido por interpretar papeis importantes no cinema e nas novelas da Rede Globo, dentre elas, a mais recente novela Joia Rara, quando fez estreia em sua fase adulta vivendo o personagem Curió,um dos operários da Fundição Hauser.Antes da novela Joia Rara, o ator Michel Gomes interpretou no cinema no filme Cidade de Deus, em 2002, o personagem Bené, amigo e parceiro do traficante Dadinho/Zé Pequeno.

Baseado em fatos reais, o grande estrelato do ator Michel Gomes veio quando ele viveu o personagem de Sandro Barbosa do Nascimento, no filme “Última Parada 174”, retratando a história do menino de rua do Rio de Janeiro, que sobreviveu à Chacina da Candelária, em 2000 e em seguida seguestrou um ônibus.

Dirigido pelo cineasta carioca Bruno Barreto, o filme “Última Parada 174” foi escolhido para representar o Brasil e disputando uma indicação ao “Oscar de Melhor Filme Estrangeiro” na edição do ano de 2009. Entre novelas e filmes, o ator Michel Gomes esteve na novela de Manoel Carlos “Viver a Vida” no horário das 21 horas na Rede Globo, onde interpretou o personagem de Paulo, o estudioso irmão da protagonista Helena, interpretado pela atriz Taís Araújo.

Em sua agenda de compromissos, o ator Michel Gomes estará visitando o Lajedo do Rosário, localizado na zona rural da cidade de Felipe Guerra e em seguida fará uma visita de cortesia ao casal Drº Milton Marques de Medeiros e Zilene Medeiros, na TV Cabo Mossoró (TCM).

Na TV Cabo Mossoró (TCM), o ator Michel Gomes concederá entrevistas à imprensa e no período da noite ele irá assistir ao espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró”, realizado anualmente no adro da Igreja de São Vicente, acontecendo dentro da programação do Mossoró Cidade Junina 2015.Foto:Divulgação

Associação Brasileira de Mídia Digital e Eletrônica do Rio Grande do Norte (ABRAMIDIA/RN)

Aguardem!. Em Maio de 2015 site no ar.

Publicidade:

PROGRAMA REGISTRANDO DO DIA 04/04/2015

PÁSCOA SOLIDÁRIA

20150404_123204

20150404_123243

20150404_123233

pascoa soli

20150404_130656

20150404_130805

REGIStrando

Publicidade:

CORPO DE FILHO DE ALCKMIN É ENTERRADO NO INTERIOR DE SÃO PAULO

enterro thomaz alckmin by sergio castro estadao conteudo

Após ser velado no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista, o corpo do filho mais novo do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Thomaz Rodrigues Alckmin, de 31 anos, foi levado nesta sexta-feira, 3, para a cidade de Pindamonhangaba, no interior do Estado, onde foi enterrado no começo da noite. Thomaz morreu na queda de um helicóptero, na tarde de quinta-feira, 2, na Grande São Paulo.

O sepultamento, programado para as 17 horas, atrasou porque a família esperou pela chegada da filha mais velha de Thomaz, Isabella, de 10 anos, que vive na Noruega com a mãe.

Durante esta sexta-feira, diversas autoridades e amigos da família compareceram ao velório para prestar condolências. A presidente Dilma Rousseff foi acompanhada dos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva. Dilma veio a São Paulo de Brasília em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e desembarcou na Base Aérea de Congonhas, zona sul da capital. A comitiva chegou ao hospital de carro, por uma conexão direta com o Palácio dos Bandeirantes.

O senador José Serra (PSDB-SP) chegou ao hospital onde o corpo era velado pouco antes do meio-dia. Ele acompanhou algumas das orações e saiu 20 minutos depois. O secretário municipal de Direitos Humanos, Eduardo Suplicy, também esteve presente na cerimônia e lamentou a perda. “Todos nós, paulistas e brasileiros, estamos sentindo essa perda”, afirmou. “Eu, que tenho três filhos, fiquei pensando como seria perder um dos meus filhos queridos”, acrescentou o ex-senador.

Também compareceram ao velório o vice-presidente, Michel Temer, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o vice-governador de São Paulo, Márcio França, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, o ex-deputado federal Walter Feldman, os secretários estaduais de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, da Casa Militar, José Roberto Oliveira, e da Saúde, David Uip, o deputado estadual Carlos Alberto Bezerra Jr (PSDB), o empresário João Dória, o ex-governador Cláudio Lembo, o deputado federal Celso Russomanno (PRB), entre outros.

Foi o governador Geraldo Alckmin quem fez o reconhecimento do corpo de Thomaz. O Instituto Médico Legal (IML) liberou o corpo para os familiares por volta da 1h15 desta madrugada. O governador ainda foi para o hospital e recebeu o caixão de Thomaz. A primeira-dama do Estado, Lu Alckmin chegou depois.

Acidente

Além de Thomaz, estavam no aparelho o piloto e três mecânicos. Ninguém sobreviveu. O acidente ocorreu às 17h10 em um condomínio do município de Carapicuíba, na altura do km 26 da Rodovia Castelo Branco. A aeronave chegou a atingir duas casas – uma pronta, outra em construção -, mas ninguém em solo ficou ferido.

O helicóptero pertencia à Seripatri Participações, empresa de investimentos de José Seripieri Jr., fundador da Qualicorp, que administra planos de saúde coletivos. Morreram ainda no local o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e o mecânico Paulo Henrique Moraes, de 42, ambos da Seripatri, além de Erick Martinho, de 36, e Leandro Souza, de 34, mecânicos da Helipark, empresa de manutenção.

O acidente ocorreu durante um voo de teste, após o helicóptero passar pela manutenção preventiva – a Helipark mantém uma oficina localizada muito próximo do condomínio onde ocorreu a queda. A Aeronáutica já iniciou as investigações. Segundo testemunhas, havia faíscas no aparelho, quando ocorreu o acidente.

Formado em Administração de Empresas, Thomaz tinha 31 anos e era piloto de helicóptero. Não estava claro ontem qual era a posição de Thomaz na aeronave. A assessoria da empresa informou que não há espaço para copiloto na cabine de comando. A Seripatri também divulgou nota na qual afirmou que o piloto tinha “30 anos de experiência” de voo. (AE)

Publicidade: