Parada do Orgulho LGBT deve reunir neste domingo cerca de 3 milhões de pessoas

orgulho-lgbt

Cerca de 3 milhões de pessoas devem participar neste domingo (18), em São Paulo, da 21ª Parada do Orgulho LGBT. A manifestação, promovida pela Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo e a prefeitura da capital, será das 12h às 18h. As cantoras Daniela Mercury, Anitta, Lorena Simpson e Naiara Azevedo estão entre as principais atrações. A parada terá 19 trios elétricos patrocinados por instituições e empresas que apoiam o movimento LGBT.

A concentração será em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), a partir das 10h, como ocorre todos os anos. O percurso será de aproximadamente 3,5 quilômetros, partindo da Avenida Paulista, seguindo pela Rua da Consolação. O show de encerramento será no Vale do Anhangabaú, com a cantora Tâmara Angel.

Trânsito

A Avenida Paulista será interditada a partir das 10h, no sentido Paraíso/Consolação, no trecho compreendido entre as ruas Teixeira da Silva e da Consolação e no sentido Consolação/Paraíso, entre a Rua da Consolação e a Avenida Brigadeiro Luis Antônio, permanecendo liberadas as transposições pela Avenida Brigadeiro Luis Antônio e as ruas Carlos Sampaio/Maria Figueiredo.

A partir das 12h, a Rua da Consolação será bloqueada em ambos os sentidos. Haverá ainda bloqueios em diversos pontos próximos à Avenida Paulista. Para saber a situação das vias próximas, acesse cetsp.com.br.

Com os bloqueios de trânsito na região, a recomendação é de que as pessoas usem o transporte público. A melhor opção é ir de metrô e descer na Estação Trianon-Masp (Linha 2 Verde). Já as linhas de ônibus que atendem à região devem ter alterações em seus itinerários, utilizando caminhos alternativos. O site da SPTrans informa as alterações.

Segurança

A prefeitura informou que a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar (PM) estarão mobilizadas no domingo para dar suporte ao evento. A Delegacia de Crimes de Intolerância também estará de prontidão caso ocorra algum caso de LGBTfobia durante o evento.

O trajeto contará com pontos de apoio, com atendimento médico, bombeiro, PM e ambulância, além do auxílio do Centro de Operações da Polícia Militar, por meio do monitoramento com câmeras de segurança.

O encaminhamento para hospitais será regulado pela central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Aproximadamente 700 banheiros químicos serão disponibilizados ao longo do percurso. Equipes da prefeitura farão a limpeza das ruas após o evento.

Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil

 

Publicidade:

São João: Tradicional almoço do padroeiro terá música de Nelsinho e Banda e Wonney Saraiva

projeto

Publicidade:
Ddentista II

ASSÚ: Multidão estimada em 25 mil pessoas consagra sucesso do São João 2017

S1

S2

S3

S4

S5

S6

Ainda distante do seu término, o programa oficial do São João 2017, que vai ter continuação até o dia 24 deste mês, já recebeu a consagração popular: a agenda da sexta-feira, dia 16, com destaque para o show da banda Solteirões, mobilizou uma população estimada em 25 mil pessoas, segundo cálculos anunciados pela Polícia Militar, responsável pela segurança pública do evento. De acordo com o secretário municipal de Eventos, Turismo, Esporte e Juventude, Arnóbio Júnior, o público já permite projetar que o São João 2017 é um dos mais expressivos dos últimos tempos.

O secretário reiterou que, inegavelmente, a determinação do prefeito Gustavo Soares em fazer com que a festa do padroeiro do Assú volte a ostentar a condição de um dos maiores e mais significativos eventos do gênero em todo o Nordeste, alcançou seus objetivos. “Dr. Gustavo já havia mostrado sua disposição de resgatar os eventos festivos e comemorativos do Assú com um grande Carnaval, e agora faz o mesmo e em relação ao nosso São João”, frisou o auxiliar, lembrando que, até aqui, todo o investimento na festa é de total responsabilidade da Prefeitura Municipal.

Imagens: Bruno Andrade

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:
Churrascaria O Barandão

ASSÚ: Prefeito cria Comissão Especial de Acompanhamento e Fiscalização das fases de execução da UPA

reprodução InterTV Cabugi

Depois de reiterar seu compromisso com uma política voltada para o fortalecimento do setor de saúde pública, a fim de garantir mais qualidade na prestação de serviços à população mais dependente da administração municipal, incluindo neste contexto a conclusão das obras da UPA-Unidade de Pronto Atendimento, localizada no bairro Alto São Francisco, empreendimento inacabado desde a gestão passada, o prefeito Gustavo Soares está efetivando mais uma ação que atende a necessidade de finalização de tal estrutura de forma séria e responsável.

Através do DOM-Diário Oficial do Município desta sexta-feira, 16, o chefe do Executivo institui – através da Portaria nº 008, do dia 14 de junho corrente – a Comissão Especial de Acompanhamento e Fiscalização das fases de execução da UPA. O órgão terá a seguinte composição: um membro do Conselho Municipal de Saúde; um membro do Setor de Engenharia da Secretaria Municipal de Obras Públicas; um membro do Fundo Municipal de Saúde; um membro do Ministério Público; e, um integrante da Câmara Municipal.

Estes organismos terão o prazo de 10 dias para indicação dos nomes que deverão compor a Comissão. A Comissão terá o prazo de 45 dias, prorrogáveis por igual a período, para o encerramento dos trabalhos e apresentação de relatório final para análise e providências cabíveis. “Dr. Gustavo tem reafirmado com clareza seu objetivo de garantir a conclusão da UPA, mas isso será trabalhado de forma serena, prudente e transparente, e tendo o cuidado com todos os aspectos legais”, frisa o secretário de Saúde, Luís Eduardo Pimentel Soares.

Foto: Reprodução/InterTV Cabugi

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:
Samucka II

Prefeito Gustavo Soares lamenta a morte do industrial Ilo Fernandes, “Gatinho”

Ilustração (1)

O prefeito Gustavo Soares manifesta profundo pesar pelo falecimento, ocorrido nesta última sexta-feira, dia 16, na capital do Estado, do industrial Ilo Fernandes da Costa, popularmente conhecido por “Gatinho”, que, com sua visão pioneira, foi um dos precursores da consolidação do parque cerâmico do Vale do Açu e do Rio Grande do Norte.

Com participação ativa na atividade empresarial e social do Assú e do Vale, “Gatinho” contribuiu para que o potencial ceramista da região conquistasse reconhecimento em todo o território nacional, através de sua Cerâmica do Gato, cujo marketing era difundido através do slogan “A casa é do dono e a telha é do Gato”.

Ao mesmo tempo em que expressa consternação pelo óbito, o prefeito Gustavo Soares se associa aos familiares e amigos de “Gatinho” neste instante de dor e saudade, rogando que Deus possa dar resignação e conforto a todos.

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:
Pedrinho II

IPANGUAÇU: Gestores municipais se unem visando assegurar a melhoria na qualidade da prestação dos serviços de saúde

VALDEREDO - SAÚDE DE IPANGUAÇU

VALDEREDO - SAÚDE

O prefeito de Ipanguaçu, Valderedo Bertoldo, sempre atento as necessidades do município, mantém um trabalho intenso para assegurar avanços e melhoria na qualidade da prestação dos serviços de saúde à população ipanguaçuense. Na manhã desta sexta-feira (16), esteve cumprindo agenda administrativa em Natal, participando de um importante momento de diálogo entre representantes municipais da região, do Ministério Público e do Governo do Estado.

Em pauta, esteve a concretização de um pacto intermunicipal para estabelecer melhorias nos atendimentos por meio da Porta de Entrada Única do Hospital Regional Dr. Nélson Inácio dos Santos, com responsabilidade atribuída a Prefeitura do Assú, em parceria com as demais prefeituras que compõem a região assistida pelos serviços.

“Nossa gestão tem buscado assegurar diariamente através de parcerias e ações a melhor condição possível para que o cidadão que procura o serviço de saúde tenha um tratamento humanizado e de qualidade” destacou o Chefe do Executivo, Valderedo. O gestor municipal, reiterou ainda que continuará desenvolvendo um trabalho voltado em parcerias, para que a saúde pública do município possa se fortalecer e consequentemente atender as expectativas de toda a população.

O encontro que ocorreu na Governadoria, foi realizado sob condução da secretária-chefe do Gabinete Civil do Estado, Tatiana Mendes, e do secretário estadual de Saúde Pública, George Antunes. Na ocasião, ficou firmado que novos encontros serão agendados para assegurar maior interação entre os Municípios, Estado e Ministério nessa causa.

Fonte/Fotos: Assecom Prefeitura de Ipanguaçu

Publicidade:
Ceramica Semar II

Com homenagens e forte comoção Wilma de Faria é sepultada

wilma-1

Sob aplausos o corpo foi sepultado em Parnamirim

Após um longo dia de comoção, homenagens e orações, o corpo da vereadora e ex-governadora Wilma de Faria foi sepultado por volta das 22h00 desta sexta-feira, no cemitério Morada da Paz, em Emaús, Parnamirim.

Durante toda a sexta-feira, o copo de Wilma foi velado na Catedral Metropolitana, onde ocorreu uma missa de corpo presente presidida pelo arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, seguida de homenagens de políticos, como o prefeito Carlos Eduardo e o governador Robinson Faria, e familiares.

Por volta das 20h, em um caminhão aberto do Corpo de Bombeiros o cortejo seguiu até Parnamirim acompanhado por centenas de pessoas.  O caixão foi coberto pelas bandeiras de Natal, do Rio Grande do Norte e do Brasil.

Às 21h, o corpo chegou ao cemitério, onde foi recebido com mais homenagens, incluindo a música “Vermelho”, em referência à sua trajetória política e alguns discursos. Em seguida, sob aplausos o corpo foi sepultado no jazigo da família.

Por Júlio Rocha – Portal no Ar

Publicidade:
AMC - II

ASSÚ: Pactuação intermunicipal para serviços de saúde pautou novo encontro nesta sexta em Natal

N1

N2

N3

A preocupação constante do prefeito Gustavo Soares em envidar todos os esforços possíveis para assegurar melhoria na qualidade da prestação de serviços de saúde à população do Assú e da região motivou sua presença, na manhã desta sexta-feira, dia 16, em Natal, numa nova rodada de diálogo com representantes municipais, do Ministério Público e do Governo do Estado. O foco: a efetiva materialização de um pacto intermunicipal para otimizar os atendimentos por meio da Porta de Entrada Única do Hospital Regional Dr. Nélson Inácio dos Santos, atribuição agora sob inteira competência da Prefeitura do Assú.

O encontro ocorreu na Governadoria, sob condução da secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes, e do secretário estadual de Saúde Pública, George Antunes. Em companhia do secretário municipal de Saúde, Luís Eduardo, o chefe do Executivo assuense reiterou sua disposição de encampar as ações que forem necessárias para que a saúde pública corresponda à expectativa do povo, conclamando os prefeitos da região circundante ao Assú para a importância de que esta missão possa ser assumida coletivamente.

“O Assú está abraçando esta causa com a única intenção de termos uma saúde melhor, mas é indispensável que os colegas compartilhem esta luta”, disse Gustavo Soares. “Mais um importante passo sendo dado na manhã desta sexta-feira. Estamos caminhando, de forma prudente, para que a saúde de Assú e região tenha a qualidade que todos merecemos”, completou. A atitude do Executivo assuense foi reconhecida pelo Ministério Público. “O município do Assú está dando um exemplo (…) está recebendo a responsabilidade e está atendendo [aos pacientes]”, disse a promotora Iara Albuquerque, coordenadora-geral do CAOP-Centro de Apoio Operacional às Promotorias – Saúde, do Ministério Público.

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Fotos: Marcos Costa/Assessoria

Publicidade:
Ddentista II

Deputados estaduais prestam homenagens à vereadora e ex-governadora Wilma de Faria

60f90c63-4404-49ef-95eb-7b429ffe56b2

A sexta-feira (16) foi de luto e tristeza para os parlamentares que compõem a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, com a morte da ex-governadora Wilma de Faria. Durante o dia, vários parlamentares prestaram homenagem à vereadora de Natal, que faleceu na noite da quinta-feira (15).

Durante o dia, vários parlamentares participaram do velório de Wilma de Faria na Catedral Metropolitana de Natal, entre eles a deputada Márcia Maia (PSDB), filha da ex-governadora. Para Márcia, Wilma deixou um exemplo para todos os potiguares.

“Ela deixa um legado, exemplo de determinação, trabalho, ousadia, idealismo e muita garra. Ela foi uma batalhadora em todas as fases da vida, como profissional na área de Educação, como mãe e como gestora. Sempre foi uma referência na minha vida e dos meus irmãos, netos e de todos os natalenses”, disse a deputada.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), também enalteceu o legado de Wilma de Faria, que, para ele, foi marcado pelo pioneirismo. “Wilma foi a cidadã potiguar que, por mérito, trabalho, garra coragem, determinação e espírito público, marcou sua trajetória política com raro ineditismo e ousadia”, disse Ezequiel, que também demonstrou solidariedade à família da ex-governadora.

Os deputados José Adécio (DEM) e Souza Neto (PHS) também lamentaram a morte de Wilma de Faria e desejaram força aos familiares. “Particularmente, perdi uma amiga. Num momento tão difícil, de tanta dor para todos os que a admirarão para sempre, deixo meu abraço solidário aos familiares de Dona Wilma, principalmente à querida Márcia Maia, minha colega na Assembleia Legislativa”, disse José Adécio. “Solidarizo-me com familiares e amigos da ex-governadora Wilma de Faria, em decorrência do seu falecimento. Que ela receba as bençãos divinas, depois de intensa vida terrena. Que descanse em paz”, desejou Souza Neto.

As deputadas Cristiane Dantas (PCdoB) e Larissa Rosado (PSB) ressaltaram a abertura que Wilma de Faria deu para a entrada das mulheres na política. Ambas também prestaram as condolências aos familiares da ex-governadora. “Quero neste instante de perda me dirigir à minha colega Márcia Maia, a Cíntia, a Lauro, a Ana Cristina, a José Maurício, aos demais familiares, amigos e admiradores da guerreira Wilma de Faria. Que Deus possa acolhê-la no céu. Sua luta será sempre lembrada por todos nós”, disse Larissa Rosado. “A partida da professora Wilma de Faria deixa uma lacuna sem precedentes na política e na área social do Rio Grande do Norte. O povo potiguar é testemunha do seu legado de pioneirismo. Um exemplo de mulher empoderada a ser seguido. Solidarizo-me com os filhos, netos, companheiro e amigos neste momento de pesar”, disse Cristiane Dantas.

Para o deputado Vivaldo Costa (PROS), a morte de Wilma de Faria representou a partida de uma amiga. “Estou triste. O Rio Grande do Norte órfão. Wilma foi uma amiga que tive a alegria de caminhar e fazer política ao seu lado. Como deputado estávamos sempre juntos, fui seu auxiliar na prefeitura de Natal. Apresento meu abraço a seus filhos, netos, familiares. Estamos de luto com a partida da nossa Guerreira”, disse o também ex-governador.

Também amigo de Wilma de Faria, o deputado Tomba Farias (PSB) disse que guardará consigo o exemplo “da política e mulher guerreira, a inspiração da coragem, ousadia e exemplo da gestora competente, que acreditava no seu povo e nele depositava a esperança para a construção de dias melhores”.

Já o deputado Nelter Queiroz (PMDB), em nome de sua família, desejou conforto aos familiares de Wilma de Faria e enalteceu a trajetória política de Wilma de Faria.

“Mesmo em situações controversas, a Guerreira sempre se mostrava uma mulher corajosa, de temperamento e atitudes fortes, obstinada, carismática e sempre destemida. Tenho certeza que sua partida entristeceu todo o Rio Grande do Norte, independente de ideologias partidárias. Em nome de toda família Queiroz, transmito solidariedade aos familiares e amigos da professora Wilma. Que Deus a tenha recebido em bom lugar. Descanse em paz”, disse o parlamentar.

Outros parlamentares que prestaram homenagem foram peemedebistas Hermano Morais e Gustavo Fernandes. Os dois também expressaram os sentimentos à família de Wilma de Faria e elogiaram a postura da política durante sua carreira.

“Que ela receba as bençãos de Deus e que descanse em paz. Aos amigos e familiares, deixo minha solidariedade, minhas palavras de conforto e meu reconhecimento à importância de Wilma de Faria para a história do Rio Grande do Norte, como uma das maiores líderes políticas do nosso estado”, disse Gustavo Fernandes. “Wilma teve Uma trajetória destemida, ousada e vitoriosa que ficará guardada na memória de todos nós e marcada na história do Rio Grande do Norte. Seja como deputada federal, prefeita, governadora, vice-prefeita e/ou vereadora, Wilma de Faria prestou serviços relevantes ao nosso povo e, portanto, todo reconhecimento é justo e merecido”, disse Hermano Morais.

Líder do Governo na Assembleia, o deputado Dison Lisboa se solidarizou com amigos e familiares de Wilma de Faria agradeceu a Dona Wilma, como se referiu o parlamentar.

“Expresso aqui minha gratidão, pela parceria, coragem e amor que Dona Wilma sempre dedicou, e por tudo que realizou ao nosso lado durante sua vida pública. A ‘Guerreira do Povo Potiguar’ detém uma honrosa e vitoriosa história no desenvolvimento nosso Rio Grande do Norte, e sempre será guardada na memória de todos nós”, disse o parlamentar.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte decretou luto oficial de três dias devido à morte de Wilma de Faria.

ALRN

Publicidade:
Churrascaria O Barandão

MPF na 5ª Região emite parecer pela manutenção da prisão preventiva de Henrique Alves e Eduardo Cunha

cunha-henrique-alves

Os ex-presidentes da Câmara dos Deputados são acusados de receber propina para favorecer empresas de construção civil na obra do estádio Arena das Dunas, em Natal (RN)

O Ministério Público Federal (MPF) na 5ª Região, com sede no Recife (PE), emitiu nesta sexta-feira (16) pareceres contrários à concessão de habeas corpus a Henrique Eduardo Lyra Alves e Eduardo Cosentino da Cunha. A prisão preventiva dos dois ex-deputados federais foi decretada pela Justiça Federal no Rio Grande do Norte, a pedido do MPF naquele estado. Para o MPF, há indícios de que ambos praticaram, de forma continuada, os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Henrique Alves foi preso preventivamente no último dia 6, em Natal (RN), dentro da chamada Operação Manus, um desdobramento da Lava Jato. Cunha, que já se encontrava preso no Paraná, por conta de outro processo, tornou-se alvo de um novo mandado de prisão preventiva. Eles são acusados de receber propina por meio de doações eleitorais oficiais e não oficiais, nos anos de 2012 e 2014, em troca do favorecimento de empreiteiras como OAS e Odebrecht, nas obras do estádio Arena das Dunas, em Natal (RN).

Ambos pediram a revogação da prisão preventiva, por meio de habeas corpus ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), no Recife, a segunda instância da Justiça Federal para processos que tramitam em seis estados do Nordeste, incluindo o Rio Grande do Norte. A Procuradoria Regional da República da 5ª Região (PRR5), unidade do MPF que atua perante o TRF5, manteve o posicionamento do MPF na primeira instância e emitiu parecer contrário ao pedido dos ex-deputados.

Para o MPF, a manutenção da prisão preventiva é necessária para garantir a ordem pública e assegurar a efetiva aplicação da lei penal, uma vez que ambos continuam a exercer intensa atividade política em âmbito nacional. Dessa forma, o cerceamento de sua liberdade tem o objetivo de evitar a continuidade das práticas ilícitas.

Henrique Alves – A investigação aponta que Henrique Alves, apesar de não exercer nenhum cargo político no governo federal desde que deixou o Ministério do Turismo, em junho de 2016, vinha transitando entre Natal (RN) e Brasília (DF) com periodicidade praticamente mensal. Após o processo de impeachment, seu partido, o PMDB, assumiu a Presidência da República, o que demonstra, segundo o parecer do MPF, que o ambiente de poder e influência onde, em tese, foram praticados os delitos em análise, permanece preservado.

O MPF ressalta ainda que, solto, o ex-ministro poderia manipular eventuais provas de seus crimes, a exemplo de sua conta na Suíça que foi fechada exatamente em 2015, quando as investigações da operação Lava Jato tiveram início no Supremo Tribunal Federal. Repentinamente, seu saldo foi enviado para outras contas secretas, uma mantida no Uruguai e outra nos Emirados Árabes Unidos, inviabilizando o sequestro desses valores. Isso demonstra, segundo entendimento do MPF, que a revogação da prisão preventiva permitiria que Henrique Alves continuasse a ocultar quantias ilícitas no exterior, prosseguindo com a conduta criminosa.

Finalmente, a prisão preventiva tem ainda o objetivo de evitar uma possível fuga de Henrique Alves para outro país. Como ele é titular de contas no exterior e realizou várias viagens internacionais nos últimos anos, teria a seu favor toda a logística necessária para ausentar-se do país e, assim, impedir a aplicação da lei penal.

Eduardo Cunha – Argumentos similares fundamentam a posição do MPF em relação ao pedido de revogação de prisão preventiva de Eduardo Cunha. O ex-deputado está ligado à prática de crimes em série contra a administração pública e de lavagem de dinheiro, sempre envolvendo vultuosas quantias, mediante a sua influência política e trânsito livre no âmbito de grandes empreiteiras. Dessa forma, sua liberdade implicaria um risco efetivo à ordem pública, sendo a prisão cautelar indispensável para impedir a continuidade de sua participação em esquemas fraudulentos e ocultação de bens.

 

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria Regional da República da 5.ª Região

Publicidade: