Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Memorial do Legislativo inaugura novo espaço cultural nesta quarta

A Divisão do Memorial da Cultura e do Legislativo Potiguar vai inaugurar, nesta quarta-feira (5), o espaço intitulado “Mostra de Arte e Cultura no Memorial” (MA&CM) destinado à exposição de artistas locais. Com o planejamento de trazer as obras de um talento potiguar por mês, o evento de abertura expõe amanhã os trabalhos do Santa-Cruzense Francisco Eduardo, às 11h30, no próprio Memorial da Assembleia Legislativa.

O novo ambiente tem por objetivo promover exposições e intervenções artístico-culturais, seja na forma de pinturas, esculturas ou outras modalidades artísticas, além de revelar personagens e estéticas típicas do Estado. A intenção é preservar os valores potiguares, num processo de construção da cidadania e identidade norte-riograndenses.

Para o curador do Memorial, Plínio Sanderson, que também é historiador, antropólogo e professor, essa ampliação do setor tem muito a acrescentar à população do Rio Grande do Norte.

“A ideia do projeto é que possamos trazer, mês a mês, um artista plástico potiguar para expor seu trabalho e falar da sua trajetória. Nós queremos ampliar o raio de ação do Memorial, trazendo também os diversos perfis da cultura local, para divulgar nossos valores e ligar a história da Assembleia Legislativa à cultura do Estado”, explicou.

Novo conceito

Desde maio deste ano o antigo Memorial do Legislativo Potiguar passou a se chamar “Memorial da Cultura e do Legislativo Potiguar”. A mudança fez parte da renovação que vem ocorrendo na sua proposta e identidade visual, com novas ações sociais e histórico-culturais, além de cartazes, banners e cavaletes de exposição. Foi também dessa nova fase que nasceu o espaço “Mostra de Arte e Cultura no Memorial”.

Além disso, o projeto “Memorial Itinerante” também veio compor essa renovação. Com os temas Artes Plásticas, Meio Ambiente, Cultura Popular, Segunda Guerra Mundial, Música Potiguar Brasileira etc, o Memorial se desloca até escolas, institutos federais de educação e universidades, promovendo palestras e levando a memória e o sentimento de pertencimento ao cidadão norte-rio-grandense.

Francisco Eduardo

Nascido em Santa Cruz – RN, em 1971, logo cedo Francisco Eduardo migrou para a capital potiguar e, já aos 12 anos, sua mãe o matriculou num curso de desenho. Trabalhou como ilustrador em agências de propaganda e até como vendedor de automóveis, porém, aos 26 anos resolveu viver definitivamente da arte, dando aulas de desenho.

Versátil, Francisco Eduardo pincela com desenvoltura em vários estilos, do Realismo ao Clássico até o mais onírico Surrealismo. De temática eclética, varia entre nus, temas circenses e paisagens deslumbrantes de Natal e outros lugares onde a vista, a imaginação e o olhar alcançam.

Artista com mais de 45 exposições coletivas e individuais no currículo, participou de mostras nacionais e internacionais, como “Galeria Arte-Brasilis”, em Lisboa, no ano de 2006; “Galeria Buuf”, Amsterdam, 2007; “Galeria Espacio y Tiempo”, em Madrid, 2010; e “Mostra de Arte Brasileira”, na Lauderdale House, Grã-Bretanha, ocasião em que conquistou o segundo lugar na categoria “figura humana”.

Crédito da Foto: Ney Douglas

ALRN

Publicidade:
Leila cabeleileira