Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

JOÃO MAIA REVELA: “TORÇO A FAVOR DE ROBINSON FARIA”

jm15

O presidente do PR no Rio Grande do Norte, deputado federal João Maia, disse “torcer a favor” do sucesso do governo Robinson Faria (PSD). Vice na chapa de Henrique Alves (PMDB), derrotada nas urnas por Robinson, Maia observa que o problema do Rio Grande do Norte sempre foi de gestão, e não de dificuldade financeira.

“A questão do RN sempre foi mais de gestão que da questão financeira. O RN, se tiver uma boa gestão, tem todas as condições. Somos pequenos e a vantagem de ser pequeno é que não custa muito resolver as questões do RN. Se fôssemos do tamanho de Minas Gerais e da Bahia, seria mais complicado. Com uma boa gestão o estado anda”, afirmou.

João Maia disse não ser correto opinar agora sobre o governo Robinson, nem sobre o secretariado anunciado. Alguns nomes ele diz conhecer, já outros, desconhece. Para o deputado, importante é que o novo governo atenda as expectativas geradas na população do Estado. “Como cidadão norte-riograndense quero que dê certo. Uns eu conheço pessoas muito qualificadas. Outros não conhece, mas minha torcida é a favor. Acho que o RN elegeu Robinson com esperança de que funcione a segurança, a saúde, a geração de emprego, a questão dos recursos hídricos, que é um problema seriíssimo que a gente tem”, afirmou. ”

Para João Maia, os problemas do Estado são conhecidos. “Tem que ter boa gestão, foco, e todo mundo sabe onde estão os problemas. Estão na segurança e na saúde, atrair novos investimentos. Os empresários vão no lugar que tem confiança e segurança jurídica. Então é isso que precisa. Não tem muita mágica. Tem que fazer o dever de casa”, frisou.

Como empresário e homem com visão de negócios, João Maia refuta a visão pessimista de que o Rio Grande do Norte seja um estado pobre. “Nós somos ricos em quase tudo. O que temos é deficiência hídrica imensa. Um estado onde 90% do seu território está no semiárido deve se organizar para não pegar o período de seca que a gente pegou”, disse, sensibilizado pelo fato de ter vindo a Natal e ter visto um caminhão cruzar o interior de Cruzetra até Macaíba para pegar água.

“O RN não é um estado pobre. E eu sempre disse: nós temos problemas financeiros sim, mas, na verdade, sei disso desde o tempo da iniciativa privada, para a qual pretendo voltar. Quando está em tempo difícil, tem que ter gestão eficiente e competente. Diso isso não estou culpando ninguém”.

PR

Sobre o futuro do PR, João Maia disse que irá se dedicar à organização do partido. “Eu vou ficar na presidencia do PR até as eleições, pelo menos, de 2016, e aí vou me dedicar a organizar o partido, promover mudanças. Meu partido é muito grande, capilarizado, mas não é sangria desatada. Deixar passar o mês de janeiro e trabalhar por região”.

Para ele, esse é o um ano de organização, já que não tem eleição. Na economia, diz que vai ser um ano muito difícil. “Acho que se tem uma coisa que é consenso entre o governo e oposição é que nós temos uma perspectiva de crescimento muito pequena. Então será pelo segundo ano consecutivo. O governo vai ter que ajustar as tarifas, daí vem pressão inflacionária”.

Na opinião dele, que é a mesma da equipe econômica, o ajuste econômico vai vir não por aumento de imposto, mas pelo lado do corte de gastos. “Ano difícil para setor privado e público, mas pelo menos o governo está consciente que precisa fazer e isso ajuda muito”.

Fonte: JH

Publicidade:
Assembleia Doe Órgãos