Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

ATERRO SANITÁRIO DO VALE DO AÇU CUSTARA R$ 13 MILHÕES

REUNIÃO CONSÓRCIO VALE DO AÇU

Nesta quinta-feira (29), prefeitos, representantes do Consórcio Público Regional de Saneamento Básico do Vale do Açu, representante do Semarh e técnicos da empresa Geotechnique, se reuniram, em Assú, para debater o projeto de construção do aterro sanitário. A reunião foi promovida no auditório da Floresta Nacional do Açú – Flona.

No encontro os técnicos da empresa Geotechnique, apresentaram o projeto e o valor que deverá ser utilizado na sua execução: R$ 13 milhões (que servirão para construção do aterro, equipamentos de recolhimento e de tratamento do lixo municipal).

Além disso, o representante da empresa, o biólogo Bráulio Henrique, também apresentou o projeto da unidade de triagem para os catadores e os postos de entrega voluntária para o recebimento do lixo nas cidades. “Serão setores complementares desse grande projeto que mudará de vez as ações de coleta do lixo nas cidades da região”, explicou o biólogo.

O prefeito do Assú, Ivan Júnior, destacou a importância do evento: “Está reunião foi mais um passo dado para que sejam viabilizados recursos para construção do aterro, porém, em Assú não estamos apenas esperando pelo aterro através do consórcio, já destinamos, no município uma área para implantação de um aterro controlado em valas, para fazer a desativação do lixão, de acordo com estudo técnico feito pela Semarh. Com isso, esperamos ter a desativação do lixão em médio prazo e com a construção do aterro, através do consórcio, resolveremos de vez esta questão”, finalizou Ivan Júnior.

O presidente do consórcio, prefeito do município de Pendências, Ivan Padilha de Souza, disse que visitará os municípios integrantes do consórcio com o objetivo de motivar a participação de todos os prefeitos. “Hoje foi mais uma oportunidade de debatermos os pontos cruciais dessa obra que irá mudar, definitivamente, os rumos de nossa região no que diz respeito aos resíduos sólidos. Conversarei com todos os prefeitos, este projeto precisa da participação ativa de todos os envolvidos”, ressaltou Ivan Padilha.

De acordo com o representante da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), o engenheiro sanitarista Sérgio Pinheiro, a reunião foi produtiva e novos posicionamentos deverão ser tomados em março. “Foi um encontro profissional, percebemos que as cidades do Vale do Açu estão comprometidas com esse avanço no tratamento do lixo. Aproveitei a reunião para apresentar alguns pontos que a Semarh acredita serem fundamentais. Como é o caso de uma agência municipal reguladora para o acompanhamento de trabalhos no setor ambiental”, comentou.

Ficou para o dia 18 de março a definição sobre como os prefeitos de cidades do Vale do Açu irão viabilizar os recursos para a construção do aterro sanitário da região e outros projetos estruturantes para o setor de recolhimento do lixo municipal.

Presenças

Além de Ivan Júnior e Ivan Padilha, também estiveram presentes os prefeitos: Sergio Cadó – Pedro Avelino; Fábio Bezerra – Serra do Mel; Manoel Benevides – Carnaubais; Jackson Bezerra – Afonso Bezerra e Antônio Carlos – Paraú.

Os municípios de: Macau, Lajes, Pedra Preta, Alto do Rodrigues, Ipanguaçu e São Rafael enviaram representantes.

Ministério Público

Também acompanhou a reunião a senhora Janny Suênia Dias de Lima, assistente ministerial do Ministério Publico Estadual, que participou do encontro representando o Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, do Patrimônio Histórico e Paisagístico.

SEACOM/Assessoria de Imprensa – PMA

Publicidade:
Leila Cabeleleira II