Resultado da Busca

UNIMED PAULISTANA TERÁ DE TRANSFERIR 740 MIL CLIENTES

Unimed Divulgacao

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou nesta quarta-feira, 2, que a Unimed Paulistana terá um prazo de 30 dias para transferir toda a sua carteira de beneficiários para outras operadoras de saúde.

Publicada como resolução no Diário Oficial da União, a medida, de acordo com a agência, teve como motivação problemas econômico-financeiros, além de “anormalidades assistenciais e administrativas graves”. A ANS informou que, desde 2009, tem acompanhado a situação da operadora por meio do monitoramento do quadro realizado por agentes nomeados pela agência.

“Como a operadora não conseguiu sanear os problemas, a ANS determinou que a Unimed Paulistana deve negociar a transferência da totalidade de sua carteira de beneficiários no prazo de 30 dias corridos após o recebimento da intimação. A interessada deverá possuir situação econômico-financeira adequada e manter as condições dos contratos sem prejuízos aos consumidores”, diz a agência.

A ANS informou que a Unimed Paulistana terá de garantir a assistência de seus 744 mil beneficiários até a completa transição para outra operadora de saúde. Se a transferência não ocorrer dentro do prazo, a agência vai realizar uma oferta pública para que planos interessados apresentem propostas de contrato para os clientes da Unimed Paulistana.

Em nota, a Unimed Paulistana informou que “já está comunicando clientes, corretoras e cooperativas sobre a decisão da ANS e informando que o atendimento à carteira em vigor continua normalizado”.

A operadora informou que, durante o prazo estabelecido pela ANS, a comercialização de novos planos ou produtos está suspensa.

“Ressaltamos que o Sistema Unimed – considerado a maior rede de assistência médica do Brasil, composta por 351 cooperativas, 110 mil médicos e 113 hospitais – está trabalhando ativamente para dar completo apoio ao atendimento dos mais de 740 mil clientes da Unimed Paulistana, dentro das normas estabelecidas pela ANS.” (AE)

FILHO DE EX-PROCURADORA GERAL DA ASSEMBLEIA É PRESO EM OPERAÇÃO DO MP

zz-i_447

A Justiça confirmou a prisão de Gutson Johnson Giovany Reinaldo Bezerra, filho da ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte Rita das Mercês Reinaldo,suspeita por envolvimento em esquema de corrupção investigado pela Operação Dama de Espadas. A prisão ocorreu durante a Operação Candeeiro, deflagrada na manhã desta quarta-feira (2) pelo Ministério Público do Estado. Além de Gutson Reinaldo, também foram confirmadas as prisões de mais três pessoas suspeitas por envolvimento em esquema que teria desviado R$ 19 milhões do Idema entre 2013 e 2014.

Segundo o MP, o esquema ocorreu dentro da Unidade Instrumental de Finanças e Contabilidade do Idema, que teria atuado em parceria com o então diretor administrativo do órgão e com o auxílio de terceiros, que por meio de ofícios destinavam a transferência de valores das contas do Idema para os favorecidos no esquema. Na época em que teriam ocorrido os desvios, Gutson Reinaldo era o diretor administrativo do Idema, função que só deixou em maio deste ano.

Dos outros três presos temporariamente, dois trabalharam no Idema. Clebson Bezerra e João Eduardo de Oliveira Soares atuavam na Unidade Instrumental de Finanças e Contabilidade, enquanto Renato Bezerra de Medeiros, também detido, não tinha vínculo de trabalho com o órgão.

Pelo menos dois dos presos já foram submetidos a exames de corpo de delito no Itep, mas não há a confirmação sobre o local em que ficarão custodiados.

TRIBUNA DO NORTE

PREFEITURA DE ASSÚ CONTESTA REPORTAGEM SOBRE PERDA DE VERBA PARA ABATEDOURO PÚBLICO

A Prefeitura de Assú distribuiu nota na qual contesta a reportagem do portalnoar.com divulgada nessa terça-feira (1º), apontando que o município perdeu recursos para um abatedouro público, em razão de não ter iniciado as obras no prazo dado pela Caixa Econômica Federal, conforme documento publicado na matéria do jornalista Dinarte Assunção.

A nota distribuída pela prefeitura, ainda não se sabe por quais meios, visto que não chegou à redação do Portal No Ar, por nenhum dos emails de seus editores ou do repórter que assinou a matéria (todos os endereços estão publicados no expediente deste veículo), e nem está publicada no site oficial do município (http://assu.rn.gov.br/), tendo chegado ao nosso conhecimento por alguns blogs regionais, lamenta a divulgação da notícia e aponta que a matéria foi feita com ‘objetivo político’ e ‘sem obedecer aos princípios da ética profissional e do bom jornalismo’, afirmando ainda que não é verdade que a reportagem procurou a assessoria de imprensa da prefeitura, para ouvir a versão dela.

O posicionamento da assessoria de imprensa de Assú é lamentável e não condiz com a apuração da reportagem do portalnoar.com.

A matéria “Assú perde dinheiro para abatedouro público por não iniciar as obras” foi feita baseada em documentos da Caixa Econômica Federal, nos quais o banco alerta o município para que iniciasse as obras até 30 de junho, sob pena de perder o dinheiro, conforme um desses documentos, reproduzido abaixo. Além disso, foi utilizado material da própria administração disponibilizado ao governo federal em que se comprometia a tocar o empreendimento.

DOCUMENTO

Na semana passada, a reportagem procurou a assessoria de imprensa de Assu, quando foi informado que tal assunto poderia ser tratado diretamente com o chefe da comunicação municipal, Arildo Soares. Nessa terça, antes da matéria ser escrita, ele foi procurado pela reportagem no telefone disponibilizado pela sua equipe, mas não atendeu e não retornou a chamada.

O Portal No Ar rechaça a tese de interesse político na matéria e lamenta que a assessoria prefira uma postura agressiva. Reafirmamos nosso compromisso com a prática do jornalismo baseado em fatos documentados e na garantia do amplo direito de resposta. Por isso, publicamos abaixo, a íntegra da nota da Prefeitura de Assú:

Nota de Esclarecimento

A Prefeitura do Assú vem de público manifestar a sua indignação pela forma parcial e direcionada que o Portal no Ar produziu matéria com o objetivo de tentar desconstruir ações importantes desenvolvidas pelo governo municipal, como também, lamenta que alguns Sites, Blogs e outros veículos de comunicação tenham reproduzido uma matéria que foi criada com objetivo político, sem obedecer aos princípios da ética profissional e do bom jornalismo.

A prefeitura esclarece que informações contidas na reportagem publicada nesta terça-feira (01/09), sob o título: “Assú perde dinheiro para abatedouro público por não iniciar as obras”, são incompletas e inverídicas. Além disso, existe uma afirmativa que o Portal no Ar procurou ouvir a versão da prefeitura, o que também não é verdade.

A Prefeitura está fazendo a parte que lhe compete e a situação do convênio está normal, como atesta documento emitido pela Gerência Executiva Governo Natal da Caixa Econômica Federal onde a Situação de Operação OGU (Orçamento Geral da União), referente ao contrato de repasse nº 1004651-01/2013 é informada.

SEACOM –PMA

Portal No Ar

CCJ APROVA INDICAÇÃO DE MARCELO NAVARRO

MN

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou, nesta quarta-feira (2), por unanimidade, o nome do desembargador federal Marcelo Navarro, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, indicado pela presidenta Dilma Rousseff para o cargo de ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Relatora da indicação de Navarro,  a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) destacou a competência técnica, a seriedade, a honestidade e o respeito aos valores éticos que sempre pautou a a trajetória profissional do desembargador, atual presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.  “Marcelo Navarro tem um carreira jurídica de destaque no RN e em PE. Seja como professor, seja como magistrado, ele tem uma carreira profissional reconhecida pelo notável saber jurídico e reputação ilibada”, destacou a senadora, ao defender seu parecer favorável à indicação.  

Após a votação dos 26 parlamentares, a senadora Fátima encaminhou pedido de urgência para a análise do  nome de Navarro pelo Plenário do Senado.  

DER INICIARÁ PROCESSO LICITATÓRIO NA RODOVIÁRIA DE ASSÚ

RODOVIA

A rodoviária de Assú tem sido motivo de diversas reclamações por parte dos populares da cidade que se manifestam nas redes sociais e na mídia criticando a situação do terminal rodoviário construído há 30 anos.

Preocupado com esta situação, o deputado estadual George Soares (PR) se reuniu com o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens, Gen. Jorge Fraxe, nesta quarta (02) para cobrar ações naquele terminal.

O parlamentar destinou no orçamento do Estado para esse ano uma emenda de 300 mil reais para a reforma da rodoviária. Após avaliação da equipe técnica do DER, foi constatado que era necessário aditar mais 100 mil reais para realizar a obra. Prontamente, o deputado George remanejou uma outra emenda de 130 mil reais para se somar aos 300 mil já empenhados e viabilizar os recursos para esta importante obra em Assú.

“É legítima a preocupação do deputado George Soares com esse instrumento importante para a cidade de Assú. O nosso departamento deu prioridade a esse projeto e já agilizou toda a documentação necessária. A secretaria de planejamento agora será comunicada da importância desta obra mediante as reclamações que recebemos, para que assim a complementação dessa verba seja liberada e se inicie o processo licitatório para realização desta reforma”. Comentou o diretor do DER, Gen. Fraxe.

“Vamos lutar até o fim para a realização desta obra”. Destacou o deputado George.

Assessoria de Imprensa do Deputado Estadual George Soares

SESSÃO SOLENE HOMENAGEIA PARATLETAS QUE PARTICIPARAM DO PARAPAN EM TORONTO

PARAPAN

Por propositura da deputada estadual Márcia Maia (PSB), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou na manhã desta quarta-feira (2) sessão solene em homenagem aos paratletas potiguares que participaram do Parapan 2015, em Toronto, no Canadá.

“Hoje nos reunimos para homenagear aqueles que escolheram vencer. Mesmo diante das consequências da vida, escolheram não se curvar. São homens e mulheres que mostraram que onde há obstáculos, há superação e elevaram assim o Rio Grande do Norte no nível mais alto, com ou sem medalha”, homenageou Márcia Maia.

Presentes no evento, receberam as homenagens os paratletas Arthur Cavalcanti da Silva, Abner Nascimento de Oliveira, Gustavo da Silva Tavares, Joseano dos Santos Felipe, Joana Neves, Maria Rizonaide da Silva, Terezinha Mulato, Francisco de Assis Avelino, Rildene Fonseca Firmino, Rene Belcassia e Adriano Gomes da Silva. Os atletas Thalita Simplício, Edenia Garcia e Clodoaldo da Silva também foram agraciados.

Em nome dos paratletas, Joana Neves falou da satisfação em receber a honraria da Assembleia. “Trouxemos excelentes resultados para o nosso Estado e estamos felizes em saber que estamos sendo reconhecidos por isso”, afirmou.

O Brasil teve o melhor desempenho de toda a história do evento somando 257 medalhas. O Rio Grande do norte foi representado por 15 atletas, que conquistaram 22 medalhas em várias modalidades, como natação, halterofilismo, atletismo e judô.

Na sessão solene, a deputada Márcia Maia ainda lembrou do desafio do Rio Grande do Norte em implantar políticas públicas para as pessoas com deficiência. “Segundo o IBGE, nós somos o estado com maior número de pessoas com deficiência. Precisamos pensar em uma sociedade acessível a todos, e sem dúvida nenhuma o esporte é um caminho”, falou a parlamentar.

Participaram da sessão solene, deputados, representantes do Governo do Estado e da Prefeitura do Natal e integrantes do comitê paraolímpico.

ALRN

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA RECEBE DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO NORTE-RIOGRANDENSE DE CRIADORES

ANORC

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), recebeu na manhã desta quarta-feira (2) uma visita de cortesia do presidente da Associação Norte-Riograndense de Criadores (ANORC), Antônio Teófilo de Andrade Filho, que esteve na Casa para convidar os deputados para a 53ª edição da Exposição de Animais e Máquinas Agrícolas, a tradicional Festa do Boi.

“Recebemos hoje o convite da ANORC para participação da Assembleia na Festa do Boi 2015, oportunidade em que a Casa pretende transferir a sede do Poder Legislativo para o Parque Aristófanes Fernandes e nele realizar mais uma edição do projeto Assembleia Itinerante”, disse Ezequiel. De acordo com o parlamentar, os deputados terão a oportunidade de debater assuntos relacionados ao agronegócio e à seca.

Com mais de 50 anos de tradição, a Festa do Boi será realizada entre os dias 10 e 17 de outubro, em Parnamirim. Segundo Antônio Teófilo, a exposição gera cerca de 5 mil empregos temporários e atrai produtores e criadores de todas as regiões do país.

“Esse ano a Festa do Boi deve superar todas as expectativas em termos de qualidade técnica, geração de negócios e shows musicais, ultrapassando a marca dos R$ 150 milhões. A participação da Assembleia Legislativa só tende a abrilhantar o evento”, explica Teófilo.

O deputado Gustavo Carvalho (PROS) e o Secretário Geral da Assembleia, Augusto Carlos Viveiros também acompanharam a visita, além de outros dirigentes da ANORC.

ALRN

CENÁRIO SUCESSÓRIO TEM FATO NOVO EM PENDÊNCIAS

van

Há um ano das eleições, o pleito de 2016 já produz fatos que vão mexer com o roteiro da sucessão do prefeito Ivan Padilha (PMDB), em Pendências. Um deles, o apoio do empresário Van da Serraria, costurado no final de semana, promete ser o primeiro passo da união das oposições, além de ter grande significado eleitoral.

Van, que já fora candidato a prefeito nos anos noventa, sempre lembrado nas eleições municipais para disputar a prefeitura, anunciou que não disputará as eleições de 2016, e decidiu acompanhar Gustavo Queiroz (PSD), este já candidato declarado a prefeito.
Daya
Van da Serraria recebeu Gustavo Queiroz em sua residência e destacou também a presença de sua filha, a advogada Daya Almeida, que a partir de agora terá seu apoio para conduzir seu grupo político. Com atuação profissional em Pendências e região, Daya tem participado das eleições e se comprometido com projetos sociais do município.
Para Gustavo Queiroz, o apoio de Van é de grande importância para o processo sucessório. “Van é experiente, tem forte presença eleitoral, é respeitado em toda cidade, e sua posição marca o início de uma caminhada que é a de unir a oposição para o próximo pleito”, afirma Queiroz.
Postado por Carlos Santos
Blog de Aluizio Lacerda

PELA PRIMEIRA VEZ NO GOVERNO DILMA, CAI O CONSUMO DE ENERGIA DOMICILIAR

Luz

Entre janeiro e julho, de acordo com dados do governo, o consumo de energia teve uma retração de 1,4% no Brasil, em comparação ao mesmo período de 2014.

Na indústria, uma queda nada surpreendente de 4%. A novidade (ruim) foi o consumo residencial. Caiu 0,5% no período.

É a primeira vez que o setor residencial apresenta um índice negativo de consumo no governo Dilma, sinal inconteste da recessão e do tarifaço.

Por Lauro Jardim

GOVERNO SACA R$ 52 MILHÕES DO FUNDO PREVIDENCIÁRIO

financa-ecommerce1

Para garantir o pagamento dos aposentados e pensionistas referente ao mês de agosto, o Governo do Estado voltou a fazer saque de recursos do Fundo Previdenciário. O décimo sexto saque desde o ano passado – os quatro primeiros foram efetuados em dezembro – o saque de agosto foi de 52 milhões de reais.

De acordo com a Assessoria de Comunicação, a prioridade do Governo tem sido garantir o pagamento em dia dos servidores ativos, aposentados e pensionistas, o que já conseguiu pelo oitavo mês consecutivo, apesar de frustração de receitas que já soma 290 milhões de reais este ano.

Os recursos sacados do Fundo Previdenciário totalizam 544 milhões de reais. O Governo, segundo o secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, ainda não tem um plano de reposição, em virtude dos efeitos da crise econômica.

Segundo reportagem pela Tribuna do Norte, o deputado Kelps Lima pretende ingressar com ação na Justiça para obrigar o Governo a devolver os recursos referentes ao mais recente saque. O parlamentar pedirá ainda que o Tribunal de Justiça determine que o Governo apresente um calendário de reposição dos recursos já sacados.

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz3kZwkj300

DEPUTADO EZEQUIEL SOLICITA A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO RONDA CIDADÃ EM CEARÁ MIRIM

dep_ezequielferreira_02

O deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente da Assembleia Legislativa, requereu a implantação do Projeto Ronda Cidadã, no município de Ceará-Mirim, que fica na Região Metropolitana. O requerimento foi encaminhado ao governador Robinson Faria e a secretária de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Kalina Leite Gonçalves.

 “As estatísticas apontam um crescimento significativo da criminalidade na Região Metropolitana. Com o objetivo de conter as ações criminosas, o Governo do Estado implantou o Projeto em Natal e já sinalizou que levará para Parnamirim. Solicito ao governador que implante o Ronda Cidadã também em Ceará-Mirim, município importante que hoje tem mais de 70 mil habitantes”, argumentou Ezequiel.

De acordo com o presidente da Assembleia, o Ronda Cidadã se destina às ações de polícia comunitária, promovendo abordagens com foco no acolhimento, na inclusão social e na cidadania, sem, contudo, descuidar-se do policiamento repressivo, de forma qualificada. O programa se inspira em experiências que deram certo em outros países, como Colômbia e, mais perto, no estado do Ceará.

Ronda Cidadã

O Programa Ronda Cidadã garante a presença policial nos bairros e a proximidade ao cidadão para combater a violência, assegurando maior agilidade no atendimento à população. O projeto trabalha em duas frentes: a reativa e proativa.

A primeira, conta com o pelotão atuando na prevenção e repressão qualificada, a partir do patrulhamento com viaturas, motocicletas, e bicicletas (ciclo patrulhas). Já o pelotão proativo consiste no acolhimento e inclusão social, por meio do Ronda Cidadã Escolar, Ronda Cidadã de Visitas Comunitárias e Ronda Cidadã de Apoio às Vítimas de Violência, que funciona nos moldes da Lei Maria da Penha, da Base Móvel Ronda Cidadã e do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

Jornalista Rodrigo Rafael-Assessor de Imprensa

ASSÚ PERDE DINHEIRO PARA ABATEDOURO PÚBLICO POR NÃO INICIAR AS OBRAS

ABATEDOURO

Abatedouro teria melhorias

ABATEDOURO1

Sistema da Caixa acusa situação da obra. (Foto: reprodução)

Prefeitura chegou a ser alertada pela Caixa para que iniciasse as obras, mas nada foi feito, segundo sistema do banco.

O município de Assu perdeu mais de meio milhão de reais que seria empregado no abatedouro público da cidade porque não iniciou as obras nos prazos. O equipamento, que já chegou a ser interditado pelo Ibama, deverá permanecer como está.

O alerta de que o município perderia as vantagens do convênio para o matadouro foi dado pela Caixa Econômica Federal, banco que financia obras com dinheiro do governo federal, em 30 de março deste ano. Em um ofício de duas páginas encaminhado ao prefeito Ivan Lopes Júnior, o banco deu um ultimato: as obras deveriam ser iniciadas até 30 de junho deste ano, sob pena da perda de recursos.

Dias depois, precisamente em 1º de abril, Ivan Júnior respondeu à Caixa. Ao banco, garantia que até o dia 10 de junho comprovaria que as obras tinham sido iniciadas. Ele concluiu sua resposta informando estar ciente de que ‘constitui crime a inserção de dados falsos em sistema de informações’.

Ainda em abril, Assu chegou a licitar as obras. Abriu concorrência pública nacional no valor de R$ 530.264,46. O certame foi vencido pela empresa Anchieta & Fonseca LTDA – EPP. De lá para cá, no entanto, as obras não avançaram.

Nesta terça-feira (1º), dois meses após vencer o prazo dado pela Caixa, o sistema de acompanhamento de obras do banco informa que não há empreendimento iniciada até o presente momento para o convênio do abatedouro público de Assú, razão pela qual nenhum centavo foi liberado. Com o vencimento do prazo dado pela Caixa, o que resta à prefeitura de Assú é prestar contas do que não fez, o que deverá acontecer até 11 de maio de 2016.

Histórico

O convênio 783811 data de 2013 e teve origem em uma emenda parlamentar que o deputado federal Fábio Faria (PSD) destinou no Orçamento Geral da União para o abatedouro público de Assu. Na descrição do projeto justifica-se a obra no abatedouro para “oferecer melhores condições no abate de animais, oferecendo um produto dentro dos padrões de segurança sanitária, propiciando assim uma melhor qualidade de vida à população”.

Formalizado em 31 de dezembro de 2013, o convênio previa que as obras fossem concluídas em 30 de novembro do ano passado. As obras deveriam ser realizadas em três meses. O governo federal, através do Ministério da Agricultura, fez seu cronograma de desembolso prevendo o aporte de R$ 280.125,00 em setembro; R$ 168.075,00 em outubro e R$ R$ 112.050,00 em novembro. A contrapartida da Prefeitura de Assu seria de R$ 24.000,00.

Em 2012, o Ibama chegou a fechar o abatedouro de Assu por irregularidades nas licenças de funcionamento. Para esta reportagem, o portalnoar.com procurou a assessoria de imprensa da prefeitura, mas a chamada não foi atendida nem retornada.

Por Dinarte Assunção

Portal No Ar