Arquivo de janeiro de 2017

GRUPO DA OPOSIÇÃO TENTA BARRAR CRIAÇÃO DE NOVA ESCOLA EM ASSÚ

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

gustav

A oposição de Assu, liderada pelo ex prefeito derrotado, Ivan Junior, tenta bloquear a criação de uma nova escola no município de Assu.

Com uma grande articulação midiática para confundir a cabeça dos pais e alunos da Escola Estadual José Correia, que é de responsabilidade do ESTADO, os oposicionistas estão prontos para impedir a criação de uma nova escola MUNICIPAL.

O Instituto Padre Ibiapina – IPI – foi declarado pela Diocese, entidade que o administrava, como sem condições de ser mantido. Com isso, foi feito uma apelo ao prefeito Gustavo para que a Escola pudesse passar a ser de responsabilidade do município.

Assim, o prefeito aceitou a proposta de regulamentar a nova escola criando uma lei e enviando-a a Câmara Municipal. A instituição deverá funcionar em outro prédio, na rua do Córrego.

Hoje será a votação na Câmara para que Assu GANHE uma nova escola, enquanto isso, a OPOSIÇÃO É CONTRA. Um ABSURDO!!

ALTO DO RODRIGUES: Prefeito Abelardo e o secretário de agricultura participam de Fórum Climático da Região Oeste

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

alto

O prefeito Abelardo Rodrigues e o secretário de agricultura, Francisco Paiva da Silva,  participaram nesta segunda,  na Estação das Artes, em Mossoró, do I Fórum Climático da Região Oeste que reuniu cerca de 200 representantes de Mossoró e demais municípios da Região Oeste do Rio Grande do Norte. O evento teve o intuito de discutir as previsões da meteorologia, devido à necessidade dos agricultores.

O meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, destacou que as previsões da meteorologia para a o Oeste do Estado apontam que deve chover nos próximos meses 778,4 milímetros, sendo destes 75,6% entre os meses de fevereiro e maio. Ele explica que já estão acontecendo algumas chuvas no interior do Estado, mas que ainda não são chuvas do período chuvoso. “Deveria haver mais fóruns como esse, para aproximar o agricultor e o pecuarista da informação e que ela sirva para o desenvolvimento regional”, destacou.

O secretário de Estado de Recursos Hídricos, Maírton França, destacou que a situação dos reservatórios no Estado é crítica, mas que espera chuvas dentro da média. “Precisamos de resposta a curtíssimo prazo e essa resposta seria chuva mesmo, por exemplo, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves comporta pouco mais de dois bilhões de metros cúbicos e está com apenas 2% da capacidade”, explicou.

A secretária municipal de Agricultura e Recursos Hídricos, Katherine Bezerra, resumiu como positivo o evento. “Acho que os agricultores ficaram satisfeitos com os esclarecimentos. Atingimos o objetivo, tenho certeza que cada um deles entendeu. Nosso próximo passo é estabelecer o calendário agrícola”, concluiu.

Postado por Altonoticias

SEBRAE: ENCONTRO COM OS PREFEITOS DA REGIÃO DO VALE DO ASSÚ

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

Encontro-com-os-prefeitos-eleitos-Assú

A Diretoria Executiva Sebrae/RN – Serviço de Apoio as Micro Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte, promoverá nesta próxima terça-feira (07/02), às 15h, um Encontro de trabalho com os prefeitos da região.Na oportunidade apresentaremos como o Sebrae pode contribuir, por meio de projetos e políticas públicas, com vistas a fomentar uma ambiência favorável ao desenvolvimento sustentável e construção de uma agenda positiva de trabalho entre o Sebrae e o município.

O encontro acontecerá no auditório do Sebrae, em Assú, às 15h, conforme convite anexo.

Foram convidados os prefeitos dos seguintes municípios: Assú, Afonso Bezerra, Ipanguaçu, Itajá, São Rafael, Carnaubais, Porto do Mangue, Pendências, Alto do Rodrigues, Pedro Avelino, Pedra Preta, Guamaré, Pedro Avelino, Lajes, Angicos e Fernando Pedroza.

Além do prefeito, foram convidados até três secretários ou assessores estratégicos.

Fernando Antonio Sa Leitao Morais

Gerente do Escritório Regional do Vale do Açu

Pane elétrica ocasiona interrupção no abastecimento de água na zona Norte

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

caern

Redação – ACS Caern

Quedas de energia na região onde funciona a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Extremoz ocasionaram a queima de uma bomba e danificaram outra, interferindo na produção e abastecimento de água para 70% da zona Norte.  Uma equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já está trabalhando para solucionar o problema, substituindo um equipamento e consertando o outro. Neste sentido, a Caern informa que a abastecimento para as áreas está suspenso pelas próximas 48 horas (terça e quarta-feira), e quando regularizado, deverá normalizar em até 72 horas. A recomendação da companhia é que a população utilize a água de forma racional no intuito de minimizar  o período de desabastecimento.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Sacolas plásticas e outros resíduos são vilões no sistema de esgotamento sanitário

Anderson Maciel – ACS Caern

A sacola plástica é um dos materiais mais prejudiciais ao meio ambiente quando se fala em poluição. E o descarte indevido de sacolas e outros resíduos pode atingir de maneira negativa um importante serviço da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern): a rede de esgoto, que sofre frequentemente com a obstrução causada pelo grande número de substâncias indevidas que chegam ao sistema.

O saco plástico é muito usado para armazenar lixo. Com isso, é comum que os resíduos sólidos cheguem à rede coletora, seja por meio da chuva ou colocados diretamente por ação humana na rede de esgoto e vasos sanitários. O plástico pode juntar grande quantidade de lixo e obstruir a rede.

O engenheiro civil Ewerton Siqueira, chefe de manutenção de esgotos da Caern na Gerência de Operação e Manutenção Natal-Sul, chama a atenção aos perigos relacionados à obstrução: “A rede é preparada apenas para o recebimento de líquido. Qualquer resíduo sólido pode obstruir e entupir. Quando entope, começa a transbordar esgoto na rua, trazendo problemas para a própria população”. Vale salientar que os sistemas de esgotamento sanitário são projetados hidraulicamente adotando-se as características do esgoto.

A Caern apresenta o maior número registrado de incidência relacionado à obstrução da rede de esgoto. “Empresas de saneamento consideram como esgoto apenas a água servida após a lavagem de louças e roupas, além das necessidades fisiológicas. Por isso, as redes não estão preparadas para cotonetes, absorventes e fio dental jogados no vaso sanitário. Até o papel higiênico, se eliminado em grande quantidade, pode causar problemas”, alerta Ewerton.

Outro grande vilão na rede de esgoto é o óleo. Quando passa pelo ralo da pia, ele pode entrar em contato com outras substâncias, transformando-se em uma espécie de ‘cola’, acumulando-se nas paredes da tubulação. Neste caso, o fio dental e fios de cabelo que chegam à rede ajudam a formar uma ‘teia’, resultando em um emaranhado capaz de atrair outros resíduos, como cotonetes e absorventes, causando obstruções graves.

Para eliminar o problema, a Caern precisa ir até o local da obstrução e utilizar uma mangueira de hidrojato, transformando o emaranhado de lixo em pequenos pedaços e fazendo com que a rede volte a funcionar normalmente. Quando o resíduo se torna muito grande, existe a possibilidade de removê-lo completamente.

O lixo pode até mesmo chegar à estação elevatória. “Há uma grade que retém os resíduos, mas ainda assim eles podem passar e chegar até a bomba, que pode acabar queimando e necessitando de substituição, causando prejuízos à Caern e consequentemente à população”, relata Ewerton. A Caern lembra ainda que água de chuva não deve ser lançada no sistema de esgotamento.

Assessoria de Comunicação Social da Caern

Paulo Freire – Assessor de Comunicação

LIDERANÇAS DO VALE DO AÇU ESTÃO AFINADAS COM O PROJETO POLÍTICO DE GEORGE SOARES

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

George Soares almoço Assu

O trabalho competente do deputado George Soares desenvolvido na assembleia legislativa do estado tem sido referência positiva para a aglutinação de forças no vale do Açu.

Em seu segundo mandato com serviços prestados aos municípios da região atribuindo emendas parlamentares sem distinção de cor ou partido, o deputado participou das campanhas municipais elegendo a maioria dos prefeitos cujo palanque participou.

Com a sua atuação sempre presente em todas as dificuldades enfrentadas pelos prefeitos da região, George, se configura como uma opção real como liderança sem precedentes na história contemporânea do vale.

O capital eleitoral do deputado se avaliada por baixo já garante uma reeleição tranquila com votos da região.

Dos prefeitos eleitos e os que não obtiveram êxito no pleito passado existe quase uma unanimidade em manter um seu representante da envergadura de George.

O deputado encurtou o espaço para os chamados aviões que aterrissam no vale e usam o campo de pouso a cada quatro anos.

José Regis de Souza

REGIStrando 

FEMURN: Entidade pede ao ministro da Educação a não devolução das verbas do Fundeb

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

fm2

Uma comitiva de Prefeitos potiguares se reuniu com o ministro da Educação (MEC), Mendonça Filho nesta segunda-feira (30), em Natal, para discutir a não devolução de recursos ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Os prefeitos foram representados pelo Presidente da Federação dos Municípios do RN (FEMURN), Benes Leocádio.

A Federação tem atuado para evitar a perda financeira dos gestores, salienta informação da assessoria de imprensa da entidade, na capital do estado.

Durante a reunião, o presidente da FEMURN informou ao ministro às dificuldades que os municípios e o Estado deverão enfrentar caso tenham que devolver R$ 156 milhões repassados a mais pela União em 2015 e pediu a não devolução dos recursos.

“Os municípios receberam os recursos de boa-fé, aplicaram estes recursos na educação básica, e hoje não temos, de forma alguma, como abrir mão do que corresponde à receita de um mês dos municípios para devolver esse dinheiro a União”, considerou Benes Leocádio.

Na ação movida pela União, os municípios e o Estado teriam que devolver em única parcela os valores repassados a mais, inviabilizando as administrações municipais e estadual, e agravando a crise financeira no estado.
Benes Leocádio lembrou que a redistribuição dos recursos não representaria grandes valores aos municípios de outros estados que deveriam ter recebido a complementação corretamente.

“Dos outros nove estados da Federação que continuam a receber estes recursos, se formos distribuir esses R$ 156 milhões, dará entre R$ 10 a R$ 20 mil para cada município. Ou seja, não fará muita diferença receber esta redistribuição. Diferente dos nossos municípios que correm o risco de ficar sem qualquer recurso”, afirmou o presidente.

Os prefeitos pediram o apoio do ministro da Educação na ação e a sensibilidade do MEC para que, caso os recursos precisem ser devolvidos, o estorno ocorra de forma parcelada, amenizando as dificuldades financeiras das cidades.

Mendonça Filho anunciou disposição e boa vontade para solucionar o caso, levando o tema para discussão com técnicos do MEC e com o Tesouro Nacional, e afirmou que o diálogo prevalecerá na negociação para não afetar os municípios do RN.

Benes Leocádio também abordou a atualização de valores dos convênios em programas do Governo Federal com os municípios, e o Ministro da Educação garantiu que o Governo Federal fará a atualização dos valores, contribuindo com as prefeituras municipais.

O encontro ocorreu na Universidade Federal do RFN (UFRN), onde o ministro cumpria agenda, e foi articulado entre Benes Leocádio e o deputado federal Rogério Marinho (PSDB).

Além da comitiva de prefeitos, o vice-governador Fábio Dantas (PCdoB), o senador José Agripino (DEM), deputados federais Antônio Jácome (PTN), Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho, e deputados estaduais Getúlio Rego (DEM) e George Soares (PR) e autoridades da UFRN estiveram presentes no encontro.

Postado por Lúcio Flávio

MACAU: PREFEITO ESTRANHA O FATO DA OPOSIÇÃO DEFENDER QUE A PREFEITURA PAGUE MAIS CARO POR LITRO DE COMBUSTÍVEL

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

combustível

Um fato inédito e de se estranhar. A oposição em Macau faz história e na euforia de atacar um governo que sequer completou 30 dias de gestão, inverte os papéis, defendendo nas redes sociais denúncia de empresário que queria continuar vendendo combustível a um preço maior que os atuais valores pagos pela prefeitura.

“Os gestores antes eram chamados pelo Ministério Público para se explicar sobre superfaturamento, não somente de combustível. Terei, portanto, o maior prazer em justificar a opção da prefeitura em comprar combustível mais barato e ainda apresentar um consumo mensal menor com significativa economia para os cofres da prefeitura. Tudo isso, da forma mais transparente e dentro da legalidade que a lei nos permite”, disse Tulio Lemos.

Parâmetros

“A pesquisa de mercado ficou clara, a questão dos valores, sendo visível a todos quanto o valor pago pelo município estava acima do praticado no mercado, onde tivemos uma redução significativa nos valores, tendo o óleo diesel comum caído R$ 0,27 (vinte e sete centavos) por litro e a gasolina comum R$ 0,7 (sete centavos) por litro”, esclareceu Elias Filho, Procurador Geral do Município.

Celso Amâncio

ASSÚ: Sindicatos elogiam postura da gestão em expor com transparência situação econômico-financeira

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

reunião

Mereceu o louvor de representantes sindicais o gesto da administração Gustavo Soares em, num encontro realizado na manhã desta segunda, dia 30, apresentar com clareza todos os números das finanças públicas e, de modo dialogado, definir para o dia 11 de fevereiro a data de liberação da folha salarial relativa a janeiro/2017. Foi lembrado que tal condição é decorrente do pagamento de expressiva parte da folha de dezembro/2016, herdada da gestão passada, somando mais de R$ 3,3 milhões.

Os auxiliares da Prefeitura explicaram que o prefeito Gustavo Soares decidiu saldar a dívida deixada pelo governo anterior com os servidores em respeito ao funcionalismo, mesmo sabendo que isso significaria dificuldades para cumprir em dia o pagamento dos salários de sua própria gestão. “O prefeito foi consciente que sua decisão de saldar o débito que herdou com os funcionários criaria esta situação, mas foi sensível à categoria”, declarou a secretária de Finanças, Ceiça Bezerra.

Vice-presidente do SINDAS/RN, Canindé Quirino considerou louvável o comportamento da Prefeitura em abrir diálogo com as entidades representativas dos servidores e também o fato de se adotar a isonomia para o pagamento dos salários, ou seja, todos – inclusive o chefe do Executivo – receberão seus vencimentos na mesma data. Aplaudiu também o acordo firmado para resgatar o PMAQ devido pela gestão passada. O pacto prevê a quitação de outubro e mais 50% relativo ao mês de novembro de 2016.

Integrante da direção do SINDSEP-ASSÚ, Eurian Nóbrega citou como salutar a atitude do governo municipal em dedicar atenção à causa dos servidores por meio dos seus sindicatos. Ele igualmente ovacionou o fato de o Executivo abrir as contas públicas para a categoria dos trabalhadores municipais a fim de exibir os passivos advindos do governo passado. Ele disse que foi pactuado, além do pagamento da folha de janeiro/2017 no dia 11 de fevereiro; o repasse do 1/3 de férias para os professores; avaliar a insalubridade com base no vencimento básico; e, garantir o reajuste do Piso Nacional Salarial.

Foto: Alex Silva

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria Adjunta de Comunicação (Seacom)

Secretário de Saúde projeta fortalecimento da estrutura de atendimento do CAPS e do CRI

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

Lula

Responsável pela titularidade na Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura do Assú, Luís Eduardo Pimentel Soares fixou dentre as prioridades da área o revigoramento da prestação de serviços ofertada pelo município através de duas unidades pertencentes à pasta: o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e o Centro de Reabilitação Integrada (CRI).

No CAPS ele afirma que a meta é a contratação de outro profissional em Psiquiatria para garantir as 40 horas de atendimento. Hoje, a unidade dispõe somente de um psiquiatra, que detém 20 horas. O secretário municipal de Saúde salienta que, com o reforço, será possível garantir mais qualidade nas ações do CAPS ao seu público-alvo.

Na instância do CRI, onde o efetivo de pessoal está praticamente completo com servidores concursados, o secretário Luís Eduardo declara que a preocupação é no sentido de garantir o aumento da quantidade de demanda atendida. Ele reconhece que, atualmente, há um número demasiado de pacientes em espera. Isso ocorre, registrou, por conta do elevado total de pacientes vítimas de acidentes automobilísticos que necessitam de reabilitação motora.

Foto: Alex Silva

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria Adjunta de Comunicação (Seacom)

Empreendimento da SterBom em Assú recebeu visita de cortesia de integrantes do Executivo

Postado por José Regis Souza em 31/jan/2017 - Sem Comentários

ster1

ster2

A agenda do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Luís Oliveira, em companhia de seu adjunto, Sérgio Rocha, foi dedicada, durante o período da manhã desta segunda, dia 30, a uma visita às futuras instalações da unidade fabril da SterBom em Assú. O empreendimento se situa nas imediações da BR-304. Na oportunidade, ambos foram recepcionados pelo proprietário da indústria, Antonio Leite Jales, “Toinho da SterBom”.

Apesar do instante desfavorável encontrado pela atual administração municipal, Luís e Sérgio se colocaram à disposição dentro do possível, no contexto do Poder Executivo, para apoiar o investimento, que gerará ocupação e renda no município. A empresa iniciará suas atividades com o engarrafamento de água mineral e a industrialização de casquinha de sorvete. Numa etapa posterior, o núcleo da SterBom em Assú atuará na industrialização de polpa de fruta.

“Toinho da SterBom gostou da nossa atitude e da Prefeitura em procurá-lo e nos colocamos à disposição dele para ajudar no que estiver ao alcance da gestão do prefeito Gustavo Soares para dar sua contribuição”, declarou Luís Oliveira, enfatizando que, segundo o empresário, o negócio em implantação no Assú deverá propiciar a geração de cerca de 100 (cem) empregos diretos e aproximadamente 200 (duzentos) indiretos.

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria Adjunta de Comunicação (Seacom)