GUARDADAS PELO EXÉRCITO, PROVAS DO ENEM CHEGARÃO AO DESTINO DIAS 6 E 7

enem

O ENEM SERÁ REALIZADO EM 1.699 CIDADES. ESTÃO INSCRITOS 8,7 MILHÕES DE CANDIDATOS

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão sob a guarda das Forças Armadas e serão distribuídas nos locais de prova nos dias 6 e 7 de novembro, informou o Ministério da Defesa. O Enem será realizado em 1.699 cidades, nos dias 8 e 9 de novembro. Estão inscritos 8,7 milhões de candidatos.

Segundo a Defesa, os exames estão guardados por 53 organizações militares do Exército Brasileiro, sob coordenação do 4º Batalhão de Infantaria Leve, situado em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. Caberá aos militares do Batalhão de Osasco distribuí-las para outros quarteis da Força terrestre. Ao mesmo tempo, militares e equipamentos da Marinha e da Força Aérea Brasileira (FAB) distribuirão esses exames em 62 localidades de difícil acesso na região amazônica.

A pasta informa que aeronaves e embarcações partirão, em datas diversas, dependendo da distância e do meio de transporte empregado, das principais capitais daquela região, como Manaus, Belém, Porto Velho e Boa Vista, em direção aos mais longínquos municípios do país. A previsão de chegada ao local do exame é 6 de novembro. O percurso de volta começará no dia 10.

O acordo com o Ministério da Educação teve início em 2009 e tem por finalidade assegurar que os exames não cheguem a mãos indevidas ou sejam usados de forma criminosa.

Diário do Poder

Publicidade:

BANDEIRA ANTICORRUPÇÃO MURCHA NA SEMANA SEGUINTE ÀS CAMPANHAS

combate-corrupcao

Às pressas, senador inclui em texto de Medida Provisória um artigo que alivia multas a quem desvia dinheiro público. Quem seria beneficiado? O próprio autor

Uma das bandeiras mais levantadas durante a campanha eleitoral nas eleições deste ano foi o combate à corrupção. Em discursos inflamados, candidatos ao Congresso, ao Senado e à presidência, criticaram veementemente os crimes de corrupção na Petrobras e no poder público, de modo geral, prometendo combatê-los. Mas dizem que santo de casa não faz milagres.

Ou ao menos não tão facilmente. Prova disso foi a votação da Medida Provisória 651, primeiro pelo Congresso, a uma semana do segundo turno das eleições, e depois pelo Senado, três dias depois da vitória de Dilma Rousseff. A MP 651 trata, essencialmente, da desoneração da folha de pagamento de diversos setores. Um dos seus mais de 100 artigos, porém, se tornou polêmico. O artigo 35, que abriria uma brecha para aliviar as dívidas de condenados por desvios de dinheiro público.

Publicidade:
Pedrinho Eletromoveis

ASSÚ: IVAN JÚNIOR COMEÇA FASE DE EXONERAÇÕES NO QUADRO DE SERVIDORES COMISSIONADOS DO MUNICÍPIO

SAM_3635

Depois de cinco dias do resultado do pleito eleitoral que resultou na vitória do vice-governador Robinson Faria para o governo do estado, o prefeito de Assú Ivan Júnior começou a exercer a sua prerrogativa legal de usar “canetadas” para afastar do seu convívio auxiliares indesejáveis.

Na primeira leva foram quatro os escolhidos, o primeiro foi a pedido do consultor de engenharia José Firmino de Morais Filho.

Os demais foram, Jefferson Jeronimo dos Santos – o popular Farinha -, ocupante do cargo de assessor de secretaria; o geólogo Eugênio Fonseca Pimentel, do cargo de coordenador executivo, e Valmir Machado, do cargo de chefe executivo.

Segundo informações do blog de Samuel Junior “Nos corredores do Centro Administrativo Edgard Borges Montenegro o ‘zunzunzum’ são que outros nomes poderão aparecer nas edições do diário oficial até o final do mês de novembro. Uns sendo nomeados e outros exonerados”.

José Regis de Souza

REGIStrando

Publicidade:

NO FACEBOOK, AÉCIO AGRADECE OS 4 MILHÕES DE SEGUIDORES

Aécio-Facebook

SIMPATIZANTES E ELEITORES CONTINUAM MOBILIZADOS NA PÁGINA OFICIAL DO TUCANO

As eleições presidenciais terminaram no último domingo, com a vitória da presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff. A mobilização de eleitores e simpatizantes do candidato derrotado, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em sua página oficial do Facebook, no entanto, continua. Na quinta-feira, 30, Aécio divulgou um post agradecendo a marca de mais de 4 milhões de seguidores – curiosamente, pouco mais do que os 3,5 milhões de votos que garantiram a vitória de Dilma nas urnas. A página oficial da presidente no Facebook tem 2,1 milhões de seguidores.

No post em que agradece a marca conseguida Aécio diz: “Agradeço muito a cada um de vocês, pela companhia, pelo incentivo e força. Para vocês, segue uma pequena lembrança com alguns momentos marcantes dos últimos meses. Que toda essa energia nos sirva como estímulo para continuarmos nossa luta pelas mudanças que sonhamos para o nosso País. Vamos continuar unidos, fortes e atuantes. Que as vozes dos brasileiros possam soar no Congresso e no Planalto, nas ruas e comunidades. Dar força a elas e fazer com que sejam ouvidas é o meu compromisso.” Um vídeo com os melhores momentos da campanha em todo o País também foi divulgado.

Nas respostas aos internautas, Aécio e sua equipe falam que a luta pelas mudanças no País vai continuar. Sobre o pedido de auditoria no resultado das eleições presidenciais, a equipe do tucano comenta: “O PSDB entrou, hoje, no TSE, com um pedido de auditoria especial no resultado das eleições. O partido requer a análise de cópia dos boletins de urna de todas as seções eleitorais do País e todos os documentos que contenham dados da apuração. Tenham certeza de que Aécio está ciente das manifestações que se espalharam pelas redes sociais com denúncias de possíveis fraudes e continuará lutando para que sejam esclarecidas. Vocês não estão sozinhos. Como em toda essa caminhada, permanecemos juntos e lutando pelo nosso Brasil.”

Posts

Nos posts em que o senador aparece comentando, são repetidas palavras de ordem como “não vamos nos dispersar” e “jamais desistiremos do Brasil”. “Não podemos e não vamos nos dispersar. Essa caminhada nunca foi guiada por interesses escusos ou modismos. Nós queremos mudar o Brasil e continuaremos unidos neste objetivo”, diz Aécio a uma internauta. Em outro comentário, ele diz: “Chega de tanta corrupção. Juntos vamos defender o nosso Brasil, com muita garra e determinação. A nossa luta não acaba por aqui. Jamais desistiremos. Permanecemos unidos e focados no objetivo de mudar o Brasil. Siga conosco! Não vamos nos dispersar.”

De acordo com informações de pessoas próximas, o senador, que também é presidente nacional do PSDB, está descansando com a família em sua fazenda, na cidade de Cláudio. Há a previsão de que ele viaje também ao exterior. Aécio marcou para a quarta-feira, 5 de novembro, uma reunião com os correligionários eleitos neste pleito para discutir o posicionamento da sigla na nova legislatura.

(AE)

Publicidade:

TCE APONTA SUPERFATURAMENTO DE R$ 6,5 MILHÕES EM CONTRATOS DO DER PARA COPA

144050

Contratação de estruturas temporárias gerou polêmica durante a Copa do Mundo

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou suspensão imediata dos pagamentos do Governo do Estado a empresas que foram contratadas para prestação de serviços durante a Copa do Mundo. A Corte de Contas viu indícios de superfaturamento superior a R$ 6,5 milhões na contratação de empresas que disponibilizaram estruturas temporárias durante o mundial. Empresas negam irregularidades.

Em sessão realizada ontem, o TCE determinou que o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) suspenda o pagamento às empresas Consórcio 2NC e A Geradora Aluguel de Máquinas S/A. Na decisão, que atendeu ao pedido do Ministério Público de Contas, os conselheiros acataram o entendimento de que, para a contratação das estruturas temporárias da Copa do Mundo, o DER teria incorrido em várias irregularidades.

Em análise a documentos apreendidos no DER, o corpo técnico do TCE constatou superfaturamento de preços de R$ 5.349.452,32 em benefício da empresa Consórcio 2NC e de R$ 1.290.020,53 em favor da empresa A Geradora Aluguel de Máquinas S/A. Além disso, o TCE constatou que serviços previstos no contrato não teriam sido executados.

Segundo o TCE, dos 40 equipamentos de raio-x contratados, foram identificados somente 29; dos 7 mil metros quadrados de piso plástico em rolo, foram identificados somente 3 mil metros quadrados, enquanto que as bases de concreto para apoio de catracas, raio-x e M&B, além de postes, sequer foram executados.

No voto, o conselheiro relator, Carlos Thompson, mostrou que a locação de um equipamento de raio-x em Salvador/RN pela SECOPA/BA custou R$ 9.740,64, enquanto o valor foi de R$ 32 mil, em Natal, pelo mesmo equipamento. Thompson disse que “o indicativo é de preço irreal, superestimado”.

As empresas, através de advogados, defenderam que o preço do serviço contratado não contempla qualquer excesso, sobrepreço ou superfaturamento. Elas justificam que o valor do suposto superfaturamento (20% do contrato) não justificaria o bloqueio de todo o pagamento previsto em contrato. Por isso, pediram que os pagamentos não fossem suspensos, desde que as empresas dêem a garantia de que haverá a devolução do valor supostamente superfaturado em caso de condenação no mérito.

Carlos Thompson disse que, em análise preliminar, os contratos afrontam o princípio da economicidade, e têm sérios indícios de superfaturamento. Assim, entendeu que deveria haver a suspensão de, pelo menos, parte dos pagamentos previstos. Porém, ele entendeu que não seria razoável suspender todos os pagamentos se a acusação de superfaturamento atinge apenas parcela deles.

“Sendo assim, cristalina é a fumaça do bom direito a justificar a suspensão parcial dos pagamentos até total apuração da regularidade e legitimidade das despesas públicas em questão”, disse o relator.

Ainda na decisão, que ainda contou com os votos favoráveis dos conselheiros Adélia Sales, Renato Costa Dias, Francisco Potiguar e Gilberto Jales, ficou determinado que o DER não realize pagamentos das despesas públicas sem que seja por meio de ordem bancária ou cheque nominal e sem registro no SIAF.

Fonte: TN

Publicidade:
Pedrinho Eletromoveis

PLANALTO TENTA CONTER REBELIÃO EM BRASÍLIA, E HENRIQUE É O ALVO

artigo_11368

A presidente Dilma Rousseff (PT) tirou uns dias de folga numa base militar da Bahia, mas não tem tido tempo para respirar.

Sua base partidária no Congresso Nacional está rebelada. Os jornais estampam na manhã desta sexta-feira (31):

O Globo: Governo age para acalmar base rebelde no Congresso

Diário de Pernambuco: Planalto tenta parar ofensiva do Congresso

Todas as atenções em Brasília estão voltadas às ações do governo para controlar o motim.

Um dos líderes rebeldes é o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), presidente da Câmara dos Deputados.

A presidente já ligou para ele e pediu muita calma nessa hora.

Ontem (30), foi a vez do ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) chamar Henrique  para uma conversa “respeitosa”.

O petista pediu a Henrique que não colocasse em pauta projetos que onerem o governo para 2015.

Não tem como. Henrique já tem como certa a seguinte pauta até o fim do ano, que marca também o término de sua presidência:

O Orçamento Impositivo (menina dos olhos do deputado) – PEC que obriga a execução de 1,2% da receita corrente liquida da União em emendas individuais dos parlamentares;

O aumento de 1 ponto percentual do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), aumentando de 23,5% para 24,5%;

Invalidez: Garante proventos integrais ao servidor que se aposentar por invalidez;

E o aumento de salários para os parlamentares.

Henrique não é o único culpado da rebelião em Brasília após as eleições, mas ele tocou fogo na base com a derrubada dos conselhos populares da presidente Dilma.

O Planalto atribui o gesto ao resentimento de Henrique por ter perdido a eleição estadual. É vero.

Mas outros interesses se somam ao desgosto eleitoral: a briga por vagas no futuro ministério de Dilma, o interesse da oposição no enfraquecimento do governo e a disputa pela presidência da Câmara e também do Senado.

São muitas coisas em jogo. A terra treme em Brasília. E o deputado Henrique Alves, sem mandato em 2015, aposta todas as suas fichas naquilo que lhe resta de poder.

Diógenes Dantas

Publicidade:
AMC

TEMER TENTA MOBILIZAR PMDB CONTRA CANDIDATURA DE CUNHA

images-cms-image-000402056

247 – Em uma manobra para acalmar a relação com o PT de Dilma Rousseff, o vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer convocou uma reunião com o conselho político do partido para a próxima quarta-feira, no Palácio do Jaburu, para minar a candidatura à presidência da Câmara do líder do partido, Eduardo Cunha (RJ).

Também foram convocados senadores, governadores e deputados federais eleitos. Objetivo é deixar o Senado com o PMDB e a Câmara com o PT, seguindo a tradição de que o comando deve ser dado ao partido com a maior bancada.

A tarefa não será fácil. No início da semana, deputados federais do PMDB se uniram à volta do líder Eduardo Cunha para, na prática, impor a candidatura dele à Presidência da Cassa. Ele seria o favorito em Brasília.

Publicidade:
Samucka

DEU A LOUCA NO PSDB: PARTIDO PEDE AUDITORIA NO RESULTADO DAS ELEIÇÕES

homem_na_lua_1

No mundo da lua

O PSDB perdeu a eleição presidencial por pouco, mas não precisava perder a cabeça. Parece ter perdido.

O partido pediu oficialmente ao Tribunal Superior Eleitoral uma auditoria especial nos resultados das eleições deste ano. Por que?

Embora faça questão de dizer que confia na Justiça, o PSDB alega que manifestações em redes sociais questionam o processo eleitoral.

Sim, foi isso mesmo o que você leu: manifestações em redes sociais questionam o processo eleitoral. Questionam também se o homem pisou na lua. E se Bin Laden de fato está morto.

A proposta do partido é para que se crie uma comissão de especialistas indicados por todos os partidos. A tal comissão teria acesso a cópias dos boletins de urnas e aos demais documentos que tenham a ver com a eleição.

É absurda a justificativa do PSDB para o que pede. Afinal, se tudo o que as redes sociais questionam dessem ensejo a investigações, a Justiça não faria outra coisa.  E não só a Justiça.

A iniciativa do PSDB é falta do que fazer. Ou choro de perdedor.

Ricardo Noblat

Publicidade:

“PT GANHOU NAS URNAS, MAS NÃO FOI APROVADO PELA MAIORIA DA POPULAÇÃO”, ANALISA FELIPE MAIA

Felipe Maia por Sidney Lins Jr 02

A maioria da população brasileira está insatisfeita com o modelo de gestão do governo do PT. Essa é a avaliação do deputado federal Felipe Maia (DEM). Em discurso proferido na quinta-feira (30), na Câmara dos Deputados, o parlamentar comentou os números do segundo turno do pleito presidencial que garantiu a reeleição de Dilma Rousseff.

Da totalidade do eleitorado que votou no último domingo, cerca de 54 milhões de eleitores escolheram o atual governo. No entanto, mais de 58 milhões de pessoas, somando os votos recebidos pelo candidato Aécio Neves, os brancos e os nulos, mostraram seu descontentamento com a administração do PT. Para o deputado, as urnas deram o recado de que o povo quer mudanças na economia e serviços públicos de qualidade. “A sociedade quer menos Estado e mais gente. Quer infraestrutura, saúde, educação e segurança pública. Quer geração de emprego e renda e um crescimento maior que o pífio índice que teremos este ano”, enfatizou Maia.

O parlamentar ainda destacou sua preocupação com o clima de instabilidade enfrentado pelo setor produtivo brasileiro. “Temos um país que não cresce e um empresariado que não tem coragem de investir no chão de fábrica. Peço ao governo que não olhe para o segmento empresarial como inimigo, pois ele paga impostos e é o responsável por milhões de empregos que são gerados no Brasil, garantindo a renda de muitas famílias”, disse.

Felipe Maia concluiu seu pronunciamento ressaltando o envolvimento da população nessas eleições em que milhares de pessoas em todo o país foram voluntariamente às ruas pedir mudanças. “Esse ano vimos a população brasileira se mobilizando para pedir novos rumos ao país. As vozes dessas pessoas são ouvidas e têm ressonância no Congresso Nacional com a oposição para representa-los”, lembrou Maia.

Assessoria de Comunicação:

Suelen Lobato

Andreza Figueiredo

Publicidade:
Leila Cabeleireira

INFORMATIVO: J.C. CONTABILIDADE & ASSOCIADOS

empresa

Conte com essa Empresa para alavancar seus negócios. 30 anos de experiência comprovada no seguimento Empresarial. Industrial, Comércio, Serviços Construção Civil, seja qual for seu seguimento de negócio, conte com essa força. Rua Profª Alfredo Simonetti, 926 Centro = 3 3 3 1: 1 8 0 7 ASSU/RN

JC Contabilidade

Publicidade:
Cesar & Cesar